Chamada a cobrar para os EUA é extinta

O serviço era oferecido graças a acordo que a Embratel mantinha com a companhia americana Verizon

Comentar
Compartilhar
16 ABR 2017Por Folhapress06h00
Brasileiros não estão conseguindo fazer ligações a cobrar para o exterior desde o final do ano passadoBrasileiros não estão conseguindo fazer ligações a cobrar para o exterior desde o final do ano passadoFoto: Divulgação

Brasileiros não estão conseguindo fazer ligações a cobrar para o exterior desde o final do ano passado. O serviço era oferecido apenas pela Embratel. Para fazer esse tipo de chamada, era preciso ligar para uma central telefônica, no número 0800 703 2100, e pedir ao operador que fizesse a ligação.

Também era possível ter ajuda do profissional para encontrar a pessoa com quem se desejasse falar -obtendo auxílio para dar explicações em recepções de hotéis, por exemplo.

A reportagem tentou fazer o telefonema e foi informada de que ele está indisponível há meses.

O serviço era oferecido graças a acordo que a Embratel mantinha com a companhia americana Verizon. A empresa dos EUA informou que interrompeu o recebimento desse tipo de ligação de todos os países.
A avaliação da companhia é que o serviço ficou obsoleto e hoje existem formas mais eficientes e baratas de fazer esse tipo de ligação.

Em nota, a Embratel afirma que a modalidade de ligações para o exterior a cobrar depende de contratos com operadoras internacionais, que muitas vezes suspendem temporariamente seus serviços por decisão unilateral.

A companhia diz que novos acordos estão sempre sendo articulados conforme as regulações internacionais.

A Embratel não informou se há uma expectativa para o restabelecimento do serviço nem qual o volume de ligações que eram feitas.

A empresa continua a fazer ligações a cobrar para outros países.

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou que a Embratel não tem nem monopólio nem a obrigação de oferecer o serviço de chamadas a cobrar para destinos estrangeiros.