Ceará decreta toque de recolher e suspende aulas para conter Covid-19

As medidas começam a valer nesta quinta e vão até o dia 28 deste mês

Comentar
Compartilhar
18 FEV 2021Por Gazeta de S. Paulo17h14
O decreto foi assinando nesta quinta-feira (18) pelo governador do estado, Camilo SantanaFoto: Divulgação Governo do Estado

Por Aline Fonseca

O governo do Ceará suspendeu as aulas presenciais nas escolas, universidades públicas e privadas e a circulação e uso de espaços públicos, como praças, praias e calçadões, além disso, decretou toque de recolher entre as 22h e 5h. O decreto foi assinando nesta quinta-feira (18) pelo governador do estado, Camilo Santana. As medidas começam a valer nesta quinta e vão até o dia 28 deste mês. As informações são da Agência Brasil.

As novas regras foram adotadas para tentar conter o avanço da Covid-19 no estado. Segundo o governador, em um mês, de janeiro a fevereiro, o número de pacientes internados em leitos de UTI no Ceará com coronavírus passou de 226 para 652, enquanto os pacientes em enfermarias saltou de 581 para 1.026.

Pelo decreto assinado nesta quinta, o horário de funcionamento do comércio, de segunda a sexta-feira será até as 20h. Os bancos seguem com atendimento normal. Já bares e restaurantes funcionam até as 15h aos sábados e domingos e o comércio, inclusive os shoppings, até as 17h. Apenas os serviços essenciais estão liberados para funcionar após as 20h.

As aulas em escolas e universidades devem ser remotas a partir desta sexta-feira. O funcionamento das igrejas e templos estão liberado até as 20h, porém os locais devem adotar medidas que evitem aglomeração.

As barreiras sanitárias em Fortaleza e no interior devem continuar.