SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

'Causa repulsa', afirma Doria sobre imagem de PM pisando sobre pescoço de mulher

Governandor diz que os policiais militares flagrados agredindo uma comerciante de 51 anos em abordagem em Parelheiros foram afastados

Comentar
Compartilhar
13 JUL 2020Por Gazeta de S. Paulo17h44
Caso ocorreu em Parelheiros, na zona sul de São PauloFoto: REPRODUÇÃO

O governador João Doria (PSDB) disse que os policiais militares flagrados agredindo uma comerciante de 51 anos em uma abordagem em Parelheiros, na zona sul de São Paulo, foram afastados do cargo.

De acordo com imagens divulgadas pelo Fantástico, da "TV Globo", um PM pisa sobre o pescoço da mulher enquanto ela estava no chão. As imagens teriam sido gravadas em 30 de maio.

"Os policiais militares que agrediram uma mulher em Parelheiros, na capital de SP, já foram afastados e responderão a inquérito. As cenas exibidas no 'Fantástico' causam repulsa. Inaceitável a conduta de violência desnecessária de alguns policiais. Não honram a qualidade da PM de SP", escreveu o governador, pelo Twitter, na noite deste domingo (12).

Os policiais alegam, segundo outra reportagem, da "Band TV", que haviam sido chamados por causa de um bar aberto na região. De acordo com a versão dos agentes, a mulher era dona do bar e tentou agredir os PMs com uma barra de ferro, por isso teria sido imobilizada. O advogado da comerciante nega essa versão.