X
Brasil

Bombeiros retomam buscas por homem levado pela correnteza em São Paulo

Segundo testemunhas, a vítima tentou se salvar segurando em uma corda jogada por populares, mas não resistiu e caiu em um duto que deságua no leito do Rio Aricanduva

O homem caiu em um córrego na Avenida Riacho dos Machados, no bairro São Mateus / Nilton Custódio/Divulgação

O Corpo de Bombeiros retomou, agora de manhã, as buscas pelo homem que foi levado pela correnteza durante a forte chuva de ontem (6) na zona leste da capital paulista. O homem caiu em um córrego na Avenida Riacho dos Machados, no bairro São Mateus.

Segundo testemunhas, a vítima tentou se salvar segurando em uma corda jogada por populares, mas não resistiu e caiu em um duto que deságua no leito do Rio Aricanduva. Uma viatura dos bombeiros está no local fazendo buscas.

A chuva de ontem causou também o transbordamento dos córregos Itaquera-Mirim, Franquinho e Rio Verde, todos na zona leste. As rajadas de vento chegaram a 70 quilômetros por hora no aeroporto Campo de Marte, na zona norte. Nas avenidas Dom Helder Câmara e São Miguel, zona leste, pessoas ficaram ilhadas. Houve desabamento de muro nos bairros Butantã e Casa Verde. Parte de uma casa também desabou na região de Perus.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrou 20 pontos de alagamentos e dezenas de quedas de árvores em regiões como Freguesia do Ó, Casa Verde, Butantã, Lapa, Pinheiros, Vila Mariana e Santo Amaro. Os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) também ficaram sem circular entre Itaim Paulista e São Miguel Paulista, na Linha 12 – Safira, e entre as estações São Caetano e Santo André, na Linha 10 – Turquesa.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CORINTHIANS

Róger Guedes perde pênalti, e Corinthians decide vaga com Boca na Argentina

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (2), às 16h30 (de Brasília), para medir forças com o Fluminense pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro

Mundo

Ao menos 51 pessoas são encontradas mortas em caminhão abandonado

Há suspeita de que as vítimas sejam imigrantes que entraram no país de maneira irregular

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software