Bolsonaro insinua que Lula será eleito ano que vem e questiona: 'A gente vai deixar'?

As declarações acontecem um dia após o Datafolha divulgar dados sobre a queda de popularidade do presidente: agora, 51% dos entrevistados reprovam a sua gestão

Comentar
Compartilhar
09 JUL 2021Por Folhapress16h12
O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sem máscara e o presidente da República, Jair Bolsonaro, acenam a apoiadores.O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sem máscara e o presidente da República, Jair Bolsonaro, acenam a apoiadores.Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Mesmo sem qualquer indício de fraude eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje, em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, que "já está certo quem vai ser presidente ano que vem". 

Bolsonaro não apresentou provas sobre a declaração e tampouco foi questionado sobre suas razões por quem o aguardava no "cercadinho" — local onde são recebidos os grupos de apoio. Na sequência, o presidente questionou: "A gente vai deixar entregar?".

As declarações de Bolsonaro acontecem um dia após o Datafolha divulgar dados sobre a queda de popularidade do presidente: agora, 51% dos entrevistados reprovam a sua gestão. Esse é o maior índice dos 13 levantamentos realizados pelo instituto desde que o Bolsonaro assumiu o governo, em 2019. 

Hoje, novos dados sobre a corrida eleitoral para a Presidência da República do próximo ano foram divulgadas pelo Datafolha e mostram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou vantagem sobre Bolsonaro, marcando 58% das intenções de votos no segundo turno, contra 31% a favor do atual presidente.

*Do UOL