Bolsonaro escolhe Carlos Decotelli para assumir o Ministério da Educação

Decotelli é ex-presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e foi escolhido para comandar o ministério

Comentar
Compartilhar
25 JUN 2020Por Da Reportagem16h39
Carlos Decotelli é o primeiro negro a integrar a equipe de ministros do governoFoto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) escolheu o ex-presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) Carlos Decotelli para assumir o cargo de ministro da Educação. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (25) por Bolsonaro nas redes sociais.

"Informo a nomeação do Professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de Ministro da Educação. - Decotelli é bacaharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha", disse o presidente.

Decotelli comandou o FNDE de fevereiro de 2019 até agosto do ano passado. Ele tem o apoio na ala militar do governo, principalmente de almirantes, e é o primeiro negro a integrar a equipe de ministros do governo.

FEDER.
Mais cedo, Bolsonaro comunicou Renato Feder, secretário de Educação do Paraná, de que ele estava fora do páreo. O secretário se reuniu ao menos duas vezes com o presidente.

Um dos motivos que levaram o secretário a desidratar na bolsa de apostas foi o fato de ele ter sido um dos doadores da campanha de João Doria (PSDB-SP) ao governo de São Paulo em 2018.