X

Brasil

BNDES prevê investimentos produtivos de R$ 1 trilhão em quatro anos

Essa é a segunda vez que os investimentos mapeados pelo banco ultrapassam a casa do trilhão de reais

Agência Brasil

Publicado em 12/09/2018 às 11:57

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Recursos estão previstos para os setores de indústria e infraestrutura / Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Os investimentos mapeados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para os setores de indústria e infraestrutura no período de 2018 a 2021 atingem R$ 1,030 trilhão, com média anual em torno de R$ 258 bilhões. O crescimento real estimado, isto é, descontada a inflação, é de 1,9% ao ano no quadriênio.

Essa é a segunda vez que os investimentos mapeados pelo banco ultrapassam a casa do trilhão de reais. A primeira foi identificada para o período de 2015 a 2018.

O estudo Perspectivas do Investimento, divulgado hoje (11) pelo BNDES, mostra melhoria em comparação ao documento anterior, feito para o período de 2017 a 2020, que apontava queda média de 3,1% ao ano para os investimentos. Os dados envolvem projetos apoiados ou não pelo banco,

Fatores

A melhora na perspectiva de investimentos em relação ao mapeamento anterior, feito no segundo semestre do ano passado, decorre de três fatores, segundo o BNDES. São eles: aumento dos preços internacionais das ‘commodities’ (produtos agrícolas e minerais comercializados no mercado externo); recuperação da demanda interna; e políticas públicas e programas de concessão de serviços públicos.

De acordo com o estudo, a redução das incertezas referentes à economia e ao cenário político poderá potencializar a retomada do investimento entre 2018 e 2021. Para a indústria, estão previstos investimentos de R$ 539,9 bilhões, com média de expansão de 5,9% ao ano, enquanto infraestrutura deverá receber R$ 490,1 bilhões, taxa de retração média de 2% ao ano.

A maior soma de investimentos previstos no quadriênio é encontrada nos setores de petróleo e gás (R$ 291,4 bilhões), aumento médio por ano de 9,4%; energia elétrica (R$ 160,3 bilhões e retração de 16,2% ao ano); e logística (R$ 156,3 bilhões, crescimento médio de 13,3% ao ano).

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Coluna

Itanhaém prevê expansão econômica e outros assuntos

Congelamento da tarifa dos ônibus chegou ao público um pouco antes da hora

Ideia

Construtor sugere fundação nos moldes da Pinacoteca para 'novo' Escolástica Rosa

"Se formarmos um grupo e esse grupo for inteligente, envolve toda a sociedade no projeto"

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter