X
Brasil

Anvisa proíbe venda de lote de extrato de tomate Quero com pelos de roedor

De acordo com a Anvisa, os peritos encontraram matéria estranha macroscópica e microscópica no produto que pode provocar riscos à saúde

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu nesta segunda-feira (20) a venda de lote de extrato de tomate da marca Quero por conter pelos de roedores acima do limite tolerado pela legislação.

A agência proibiu a distribuição e comercialização do lote L. 11 07:35, em todo território nacional, e ainda determinou o recolhimento do estoque existente no mercado, relativo ao lote do produto.

A medida foi publicada na edição desta segunda do "Diário Oficial" da União. De acordo com a Anvisa, os peritos encontraram matéria estranha macroscópica e microscópica no produto que pode provocar riscos à saúde.

O extrato de tomate da marca Quero pertence à empresa Heinz Brasil S.A.. A reportagem entrou em contato com a empresa, mas não obteve retorno até a publicação do texto.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

São Vicente

São Vicente inicia processo de rescisão de contrato com a Otrantur nesta sexta-feira (1º)

Prefeito Kayo Amado anunciou o desligamento da empresa em live nas redes sociais

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software