X
Brasil

Aniversário de São Paulo terá rodízio suspenso e chuva à tarde; veja mais

Agências bancárias, dos Correios e do Poupatempo estarão fechadas, enquanto shoppings, mercadões e sacalões terão os horários alterados

O aniversário de São Paulo terá rodízio suspenso e chuva à tarde / Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

O aniversário da cidade de São Paulo fará com que alguns serviços sejam alterados ou até suspensos nesta quarta-feira (25), como o rodízio de veículos, que não estará em vigor. Já o tempo não deve ter grande alteração, com aberturas de sol e pancadas de chuva.

Além do rodízio, outras restrições, como a de Trânsito de Veículos Automotores Pesados (rodízio do caminhão), a ZMRC (Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões) e a ZMRF (Zona de Máxima Restrição ao Fretamento) também estarão suspensas. Já as ciclofaixas de lazer serão ativadas das 7h às 16h.

Agências bancárias, dos Correios e do Poupatempo estarão fechadas, enquanto shoppings, mercadões e sacalões terão os horários alterados. Já os parques da cidade funcionarão normalmente.

Além do 463° aniversário da capital paulista, o Mercadão também comemora 84 anos nesta quarta-feira. Com isso, haverá uma programação especial no local, a partir das 11h, com apresentação do "Clube do Choro", da banda "Vinil Chic", "Oswaldinho da Cuíca" e "Demônios da Garoa".

Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da prefeitura, o dia será de aberturas de sol e calor durante o dia, mas as pancadas de chuva voltam à tarde, podendo haver alagamentos. As temperaturas deverão ficar entre os 20°C e os 30°C.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Ainda não é possível confirmar que reforço vacinal neutraliza ômicron, diz OMS

Segundo a entidade, existe a expectativa de ter melhores evidências sobre a eficácia do reforço vacinal nas próximas semanas com o desenvolvimento de novas pesquisas

Política

Lula diz ver Brasil encalacrado e cobra aliados na trincheira de sua campanha em 2022

O petista disse que não poderá voltar ao Planalto para fazer menos do que fez em suas primeiras gestões (2003-2006 e 2007-2010)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software