Alckmin defende maior participação de municípios na segurança

Em discurso durante o 62º Congresso Estadual de Municípios, o pré-candidato à Presidência lembrou que a Guarda Municipal de Serra Negra ajudou a polícia na investigação do sequestro do publicitário Washington Olivetto, em 2002

Comentar
Compartilhar
07 ABR 2018Por Gilmar Alves Jr.20h15
"Na maioria dos países a polícia é municipal", disse Alckmin.Foto: Divulgação/PSDB

Ao discursar no encerramento do 62º Congresso Estadual de Municípios, o pré-candidato à Presidência da República e ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu uma maior participação de municípios na segurança, em apoio às polícias Civil e Militar.

"Na maioria dos países do mundo a polícia é municipal. Então nós temos que trazer o município para essa tarefa essencial. Para trabalhar juntos", declarou.

Ele citou como exemplo a participação da Guarda Municipal de Serra Negra, em  2002, no auxílio à polícia para a descoberta da chácara onde estavam criminosos envolvidos com o sequestro do publicitário Washington Olivetto. Um dia após as prisões, Olivetto foi solto por outros integrantes da quadrilha na zona sul de São Paulo, após passar 54 dias em cativeiro.

Fronteiras

Para Alckmin, o transporte de drogas e armas via fronteiras é o "grande problema" na segurança pública do país.

"Os Estados Unidos têm cinco mil quilômetros de fronteira seca com o México, um problemão. Nós temos 17 mil quilômetros de fronteira seca com os maiores produtores de droga do mundo. É evidente que só com tecnologia, ação diplomática junto aos demais países, inteligência, informação, nós vamos conseguir avançar nessa tarefa", disse.

Ele defende a criação de uma Agência Nacional de Inteligência.