Bertioga vai retomar as obras do Hospital

O Hospital é importante para todos os bertioguenses e para toda região, pois está próximo de importantes rodovias como a Rio Santos e Mogi-Bertioga.

Comentar
Compartilhar
15 NOV 2019Por Da Reportagem07h03
O Hospital Municipal de Bertioga oferece atendimentos de urgência e emergência, além de outras ocorrências.Foto: DIEGO BACHIEGA/PREFEITURA DE BERTIOGA

Na manhã desta quarta-feira (13), a Prefeitura de Bertioga protocolou documentação na secretaria Estadual de Saúde (SES) para firmar o novo convênio de R$ 11,5 milhões para o término da obra do Hospital Municipal de Bertioga. A entrega dos papéis aconteceu em reunião com o Coordenador Geral de Administração da SES.

O Hospital é importante para todos os bertioguenses e para toda região, pois está próximo de importantes rodovias como a Rio Santos e Mogi-Bertioga, oferecendo atendimentos de urgência e emergência, além de outras ocorrências.

ATENDIMENTO

Atualmente o Hospital mantém 49 leitos abertos, 12 destes de maternidade. A ampliação, além de duplicar a oferta de vagas, inclui também dez leitos de UTI adulto, algo inédito na história da Cidade.

O novo prédio terá 2.850m². Até o momento, foram construídos quatro pavimentos no anexo do Hospital, sendo dois deles de enfermaria com 60 leitos, um pavimento com quatro salas de cirurgia e dez leitos de UTI adulto. O último pavimento é técnico, onde irá abrigar maquinário, como elevadores.

REFORMA E ADEQUAÇÃO

Desde outubro o Pronto Atendimento Municipal passa por reforma e ampliação para melhorar o serviço oferecido. A pedido da Prefeitura, o Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública (INTS) realizou diagnóstico da estrutura e dos fluxos de atendimento da unidade e elaborou projeto de ampliação de setores importantes do Pronto Atendimento.

A obra ampliará a recepção do Pronto Atendimento, permitindo acomodar melhor os pacientes.

Serão criadas sala de exame de eletrocardiograma e farmácia satélite. Além disso, o Pronto Atendimento terá mais uma sala de acolhimento e os banheiros de pacientes também serão reformados, passando a contar com fraldário.

De acordo com o INTS a previsão para conclusão das melhorias é de quatro meses.

Segundo a secretária de Saúde, Simone Papaiz, também será ampliada a sala de medicação adulta. "A ampliação permitirá, além de maior espaço, mais agilidade para medicar os pacientes atendidos. São ações que trarão também segurança na assistência aos pacientes", explica.