Bertioga vacina contra a gripe

População deve procurar as Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, entre os dias 23 de abril e 1º de junho

Comentar
Compartilhar
20 ABR 2018Por Da Reportagem11h05
População deve procurar as Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, entre os dias 23 de abril e 1º de junhoFoto: Renata de Brito/PMB

 A Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza, o vírus da gripe, começa em todo o país na próxima segunda (23). Em Bertioga, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) vacinarão de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas. Na primeira semana da ação, a Secretaria de Saúde de Bertioga recomenda que compareçam aos postos os profissionais de saúde e idosos. A previsão é imunizar cerca de 17 mil pessoas. Veja ao final do texto quem pode receber a dose.

O objetivo do Ministério da Saúde é diminuir o impacto da gripe em todo o país. A vacina é indicada para pessoas com problemas de imunidade, que podem desenvolver reações mais graves ao vírus. Como o imunizante consegue induzir o sistema imunológico com um vírus morto, não há risco de reações graves.

As campanhas do Ministério da Saúde geralmente disponibilizam as vacinas contra o Influenza entre abril e maio, para proteção em junho, período em que o vírus da gripe começa a circular com mais força. A vacina da gripe disponível no Brasil nessa temporada contém proteção contra o H1N1 e o influenza do tipo B Yamagata, além da versão do H3N2, vírus que circulou com força no hemisfério norte em janeiro deste ano.

Veja quem pode receber a vacina:

Crianças de 6 meses a 4 anos

Gestantes

Puérperas (mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias)

Profissionais da saúde

Professores da rede pública e particular

População indígena

Portadores de doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatoide

Indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia

Portadores de trissomias, como as síndromes de Down e de Klinefelter

Pessoas privadas de liberdade

Adolescentes internados em instituições socioeducativas, como a Fundação Casa