X
Bertioga

Bertioga tem diversas trilhas para visitação

Passeios podem ser agendados via operadoras autorizadas pela Prefeitura

Uma das mais visitadas, a Trilha do Guaratuba é cercada por riachos, poços, cascata e praias naturais / Divulgação

A cidade de Bertioga conta com diversas trilhas para visitação de munícipes e turistas. Aos interessados, os passeios podem ser agendados via operadoras autorizadas pela Prefeitura Municipal de Bertioga e Parques Estaduais Restinga de Bertioga e Serra do Mar. Confira as melhores trilhas da região:

Uma das trilhas mais visitadas é a Trilha do Guaratuba, que é cercada por riachos, poços, cascata belíssima e pequenas praias naturais. Além disso, o visitante pode encontrar grande diversidade de vegetação, como florestas paludosa, de restinga e submontana, cada qual com suas belezas características, animais nativos, cores e formas. Ótima para estudos do meio, atividades de educação ambiental, passeio, ciclismo, corridas e muito mais!

A Trilha D’água é outra trilha muito visitada, sendo um atrativo especial, que tem como diferenciais, seu aspecto educativo. Ela permite conhecer o processo de mudança da vegetação de Mata Atlântica preservada, passando pelo manguezal, restinga, mata palutosa, de encosta e ombrófila densa. Além disso, possui atrativos culturais, com a passagem pela linha do bondinho da Usina Itatinga e a ponte de ferro do Rio Guaxantuba. Complementa o passeio, a aventura da travessia de barco pelo Rio Itapanhaú na ida e na volta.

Outra trilha muito procurada é a Trilha de Itaguaré, pois é uma trilha plana de fácil acesso sobre a restinga até o canal do Itaguaré e a praia, possibilitando passeios planos sobre a areia e frondosa vegetação, além de corridas e incursões pedagógicas. Atividades com aspectos educacionais, ecoturísticos e de lazer, tais como: observação de tipos vegetacionais costeiros, observação de aves, atividades ao ar livre, banho de rio e banho de mar.

Pertinho do Centro, a Trilha da Torre 47 passa pela histórica Ponte da Banana e adentra em uma densa vegetação de mata atlântica e restinga. O trajeto passa por um linhão de energia até a torre de transmissão 47, chegando até a cachoeira que leva o mesmo nome da trilha. Além de contemplar diferentes ecossistemas, o visitante tem como opções de lazer belas cachoeiras e piscinas naturais. O lugar é ideal para rapel, trekking, observação de aves (birdwatching), fotografia da natureza e banho de rio.

De fácil acesso, a Trilha do Complexo Vale Verde é excelente para crianças e pessoas da melhor idade. Atravessa áreas de restinga e de proteção ambiental do rio Itapanhaú, até chegar a um grande poço com uma pequena praia cheia de histórias. Ideal para esportes náuticos, como boiacross e rafting, atividades de educação ambiental e lazer à beira do rio.

Atravessando a pé ou de barquinho o rio Itapanhaú, encontramos a histórica Casa de Pedra, construção feita pelos Ingleses em 1805 e reformada em 1915, com vasta área gramada ao seu redor ideal para camping e recreação. Ela fica na Trilha do Complexo Vale Verde e vai até da Casa de Pedra do Rio Itapanhaú. Ao lado da encosta da Serra do Mar e das águas claras e mansas do rio Itapanhaú, permite contato direto com a restinga alta e a prática de esportes náuticos, como boia cross, rafting e travessia de barco, além de opções de lazer nas diversas piscinas naturais.

A Trilha do Complexo Vale Verde até Véu da Noiva dá acesso à maior cachoeira da região, também conhecida como Cachoeira do Elefante. O percurso inicia na Casa de Pedra e permeia parte do rio Itapanhaú, passando por diversas prainhas e poções para banho e mergulho nas águas límpidas em poços formados entre as rochas. Além da paisagem deslumbrante, é possível praticar atividades como trekking, rafting, canoagem, boiacross.

A Trilha São Lourenço (Família Pinto) é de baixa declividade, onde podem ser observados diferentes ecossistemas costeiros. Possui muitas áreas com cursos d’água, incluindo o Rio Vermelho, bem como áreas alagadas de brejos. É a área de maior incidência de animais de médio e grande porte, como aves e répteis. Ótimo para trekking, programas educacionais, cicloturismo, fotografia da natureza e observação de aves (birdwatching).

Já a Trilha da Garganta do Gigante é uma esportiva de alto impacto que exige preparo físico para longos percursos. Possui dois pontos de partida: um pela trilha São Lourenço a pé ou por barco a partir do rio Itaguaré, a maior parte do trajeto é percorrido a pé junto à Serra do Mar até chegar à Garganta do Gigante, a 300 metros de altitude. Perfeita para caminhadas de mais de um dia, possibilitando acampamento rústico e indicada especialmente para pessoas com preparo físico para trilhas longas, observadores de aves e fotógrafos.

A Trilha Ribeirão dos Monos é de alta intensidade, é a única trilha com sentido único, começando bem próximo ao Rio Itaguaré e terminando em Guaratuba, atravessando vegetação densa, rios e lagos. Ideal para esportistas e aventureiros preparados, proporciona a quem encara esse desafio muita emoção e paisagens deslumbrantes. Possibilita aos visitantes atividades como fotografia da natureza, observação de aves e opção de lazer no Rio Vermelho.

A Trilha do Morro do Itaguá (Aeromoças) conta com trechos pelo costão rochoso e topo de serra passando por vegetação de mata atlântica. É famosa pelo treinamento de comissários de bordo em ambiente de matas. Ótima para estudo do meio e estudo de costões rochosos, oferecendo uma linda vista do mar e de parte da praia de Guaratuba e Boracéia.

A Trilha do Itatinga, com saída embarcada de Bertioga, percorre o rio Itapanhaú e o rio Itatinga. Seu caminho é plano, com muita vegetação e rios de águas límpidas, que formam piscinas naturais. O trajeto dispõe de acampamento e café colonial no fim de tarde em uma das fazendas da região, onde é possível se hospedar e vivenciar uma experiência gastronômica com delícias típicas. O visitante pode ainda conhecer diversas trilhas de acesso aos rios e cachoeiras próximas.

 

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Caminhada da Adoção pretende mobilizar pessoas e informar sobre o tema

Evento acontecerá no dia 10 de julho, na praia do Bairro Canto do Forte, em Praia Grande

Perdido

Homem é encontrado perdido em via pública e está na UTI de hospital em São Vicente

Ele estava desorientado, sujo e com queimaduras; o homem foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), levado para o CREI e, em seguida, transferido para o hospital

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software