X
Automotor

Quer vender o carro? Confira 7 cuidados essenciais na hora de fechar negócio

Com a retomada do comércio de veículos e maior oferta desses carros na internet e também em feirões, também crescem as denúncias sobre golpes na compra de carros

Prepare o veículo antes de anunciar para venda / Divulgação

A pandemia do coronavírus só fez acelerar a aplicação de golpes usando como base a tecnologia e as novas ferramentas digitais. Com a retomada do comércio de veículos e maior oferta desses carros na internet e também em feirões como o AutoShow, também crescem as denúncias sobre golpes na compra de carros. Com isso, o Feirão AutoShow que neste ano de 2022 completa 50 anos de existência lista os cuidados essenciais na hora de vender um carro usado.

"Já percebemos que o preço do carro usado vem caindo e isso se deve, em parte, a uma oferta um pouco maior de automóveis novos nas concessionárias e, por outro lado, a retomada da economia e do ritmo normal das pessoas que recoloca uma boa quantidade de modelos seminovos e usados à venda em feirões como o nosso e também na internet. A dica para vender carro hoje é realismo no preço e uma boa pesquisa pois vender o carro este ano está bem mais difícil", explica Leandro Ferrari, diretor comercial do AutoShow.

Veja as 7 dicas para vender o carro usado e como fazer isso de maneira segura

1. Prepare o veículo antes de anunciar. Esse cuidado é básico e continua em alta. Fazer uma revisão, troca de óleo, documento em dia, vistoria ou laudo cautelar bem como um polimento e higienização deixam o visual do carro que será colocado à venda mais atrativo. Guarde esses comprovantes de serviço consigo pois eles podem servir como argumento de venda mostrando que o carro está em dia;

2. Faça boas fotos e vídeos para atender os interessados. Independente da plataforma escolhida prepare o material usando a tecnologia disponível. Com o carro limpo e em local claro tire boas fotos em um local neutro (que não identifique uma casa ou rua por exemplo) de todos os lados, do interior, do motor, porta-malas, teto, carpetes, painel e todos os detalhes. Faça vídeos de boa qualidade de até 1 minuto descrevendo o veículo para enviar via WhatsApp;

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

3. Defina o preço do carro baseado na realidade do mercado. Em 2022 os carros usados já voltaram a ser negociados abaixo do preço de tabela. Pesquise essa referência em sites de classificados para encontrar o "preço médio" e seja realista. Carro de único dono com baixa quilometragem tende a valer mais, enquanto veículos mais usados com alta quilometragem ou detalhes para fazer vão valer menos. No entanto, o teto desse valor será sempre a tabela de referência.

4. Escolha bem a plataforma de anúncio. Há diversos sites e até redes sociais que podem servir de plataforma para anunciar um carro usado. Prefira as plataformas que tenham serviço de mensagem para facilitar a troca de informações. Se escolher um feirão, também há serviços de segurança para facilitar a negociação com profissionais habilitados em documentação, financiamento e vistoria facilitando a compra e a venda;

5. Desconfie de encontros fora do padrão e propostas otimistas demais. Ao encontrar com o possível interessado marque sempre em um local seguro não muito próximo de casa. Isso trará um "ambiente neutro" para a negociação. Desconfie de interessados que dizem que estão "negociando para outra pessoa" ou que pedem para "não falar o valor" para um outro interessado ou ainda solicitam que o anúncio do veículo seja excluído antes de fazer o pagamento. Vale lembrar: jamais marque o encontro em casa, mas sempre em local público como supermercado ou shopping e durante o dia. Ao receber contatos com conteúdo estranho o ideal é bloquear o contato e não dialogar com o provável bandido.

6. Transparência na hora de negociar o valor. Hoje com a funcionalidade do PIX muita gente esquece do quesito segurança para transferir dinheiro especialmente em quantidade maior quando se trata de um carro. Tenha certeza de que o dinheiro está na conta e disponível. O ideal continua sendo ir até a agência bancária para fazer a transferência de forma segura e rastreável. Vale lembrar: não aceite receber valores altos em dinheiro. Se o comprador insistir, concretize a venda após o depósito em conta dentro de uma agência bancária.

7. Habilite a transferência do carro com os dados do comprador. Hoje é possível habilitar a transferência usando aplicativos dos DETRANs. De posse dos dados do comprador, o vendedor irá informar no aplicativo os dados e permitir de forma digital a transferência. Não entregue o carro sem ter os dados do novo comprador mesmo se já tiver o dinheiro. Caso não seja informado os dados do novo dono a responsabilidade sobre multas com o veículo continua sendo sua. Caso não se sinta seguro, use o serviço de um despachante que poderá orientar sobre o processo de venda.

Há várias formas de negociar o carro além dos classificados online. Elas passam por aplicativos que prometem a venda rápida e os feirões presenciais seguem como opção válida para uma negociação transparente. A venda do carro usado em feirão tende a ser mais vantajosa com a negociação entre particulares. O Feirão AutoShow acontece todo domingo das 7h às 13h no Shopping Center Norte, em São Paulo, e também no Shopping ABC, em Santo André, no ABC Paulista.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Veja os valores de Soteldo no Santos; Corinthians tenta Michael e mais dois

Política

Bolsonaro nega almoço com Guilherme de Pádua e pede respeito a Gloria Perez

Ele afirmou haver uma "exploração leviana" da morte da filha de Gloria Perez no caso

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software