Tenente Coimbra - MEC confirma escola cívico-militar em São Vicente

Anúncio veio após nosso intenso trabalho ao lado do prefeito do município, Pedro Gouvêa, do ministro Milton Ribeiro e do diretor do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), tenente-coronel Gilson Passos

Comentar
Compartilhar
16 DEZ 2020Por Artigo06h22
Tenente Coimbra, deputado estadualFoto: DIVULGAÇÃO

O Ministério da Educação (MEC) confirmou que São Vicente receberá uma escola cívico-militar em 2021. O anúncio veio após nosso intenso trabalho ao lado do prefeito do município, Pedro Gouvêa, do ministro Milton Ribeiro e do diretor do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), tenente-coronel Gilson Passos.

Agora, três escolas estão sendo analisadas por um grupo de trabalho de profissionais da prefeitura e do nosso gabinete para receberem o modelo. São elas as escolas municipais Professor Jorge Bierrenbach Senra, no Jardim Rio Branco; a Professor Lúcio Martins Rodrigues, na Vila Margarida, e a Prefeito José Meireles, no Quarentenário.

Após a decisão, realizaremos audiências públicas com pais, alunos, professores e toda a comunidade escolar para apresentarmos o programa, tirar dúvidas e votar pela sua aprovação.

Quando assumi o cargo de deputado estadual, uma das minhas primeiras ações foi criar a Frente Parlamentar pela Implementação das Escolas Cívico-Militares no Estado de São Paulo. Desde então, venho desmistificando as ideias equivocadas que são divulgadas sobre o modelo.

É comprovado pelo Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) o aumento na qualidade da educação dos estabelecimentos que se converteram para o formato. Enquanto nas escolas tradicionais a média é de 4,94, nos colégios cívico-militares o índice chega a 6,99. Além disso, das vinte melhores escolas públicas do país, quatro são militares.

Embora São Vicente tenha sido contemplada na última semana, o processo se iniciou ainda no ano passado, quando consultei o prefeito Pedro Gouvêa sobre seu interesse no programa a fim de que solicitasse a adesão do município. Desde então, atuamos em conjunto com os responsáveis pelo Pecim até que se confirmasse o anúncio.

A cidade vicentina é, neste momento, a segunda do estado que entrará no processo de implantação de uma escola cívico-militar. Anteriormente, Sorocaba já havia sido escolhida.

Continuaremos incentivando a implantação de escolas cívico-militares em todos os municípios pois acreditamos que seja o melhor modelo de educação. Nossa juventude anseia por um ensino de qualidade em um ambiente propício ao estudo, que valoriza os professores, o respeito e a disciplina. Vamos disseminar este bom exemplo por todo o estado.

Tenente Coimbra, deputado estadual