SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Tenente Coimbra - Escolha do novo ministro da Educação fortalece escola Cívico-Militar na Baixada

Comemoro a escolha de Ribeiro e espero que, enfim, a Baixada possa receber um programa que trará tantos benefícios ao município

Comentar
Compartilhar
22 JUL 2020Por Da Reportagem07h07
Foto: DIVULGAÇÃO

Por Tenente Coimbra

Representantes do Ministério da Educação (MEC) visitaram a cidade de Sorocaba, no Interior de São Paulo, nesta semana, para a definição de mais um protocolo da implantação da primeira Escola Cívico-Militar do estado. A adesão de Sorocaba ao modelo, por meio do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), caminha a passos acelerados e a expectativa é de que o processo, incluindo escolha da instituição e audiências públicas, seja concluído este ano. O novo modelo de ensino, feito em parceria entre o MEC e o Ministério da Defesa, permite melhorar a qualidade do ensino público e a segurança nas escolas e é a esperança de dias melhores na nossa Educação. 

A escolha do novo ministro da Educação, o pastor presbiteriano Milton Ribeiro, de Santos, reaviva o sonho do santista em ter uma escola Cívico-Militar no município. Em seu discurso de posse, o novo ministro reafirmou seu compromisso com o ensino público e disse que atuará para resgatar o respeito ao professor, dois dos valores inerentes às escolas cívico-militares. 

Como presidente da Frente Parlamentar pela Criação das Escolas Cívico-Militares no Estado de São Paulo, e como morador de Santos, comemoro a escolha de Ribeiro e espero que, enfim, a Baixada Santista possa receber um programa que trará tantos benefícios ao município.

Parte do meu trabalho no comando da Frente é acompanhar todo o processo de perto. Nosso gabinete se reúne com os municípios interessados e articula a implantação da escola junto ao Governo Federal. Além disso, apresentamos os benefícios da gestão compartilhada à população local, esclarecemos dúvidas e participamos de debates com toda comunidade escolar. 

Neste formato proposto, a Secretaria da Educação cuida do ensino e os militares da reserva, da administração e disciplina das escolas. O sucesso dessas escolas passa pelo envolvimento de toda a comunidade escolar, pois o modelo valoriza os professores, melhora as condições de trabalho, e resgata práticas e valores como disciplina, civismo e respeito aos mestres.

Os benefícios deste tipo de ensino são confirmados por meio das notas do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica): enquanto nas escolas tradicionais, a média é de 4,94, nas escolas militares, o número salta para 6,99. Basta dizer que das vinte melhores escolas públicas do país, quatro são militares. 

E é justamente por defender uma Educação de qualidade para o Estado e para o Brasil que esta é uma das principais bandeiras do nosso gabinete. Apesar de todas as mudanças de planos provocadas pela pandemia, nosso gabinete não deixa de atuar para melhorar a qualidade do ensino público no Brasil. Esse é o nosso compromisso!

Tenente Coimbra, deputado estadual