Rosana Valle - De novo a Curva do S!

Volto ao assunto porque este gargalo tem tudo para ser um problemão na retomada do turismo no Litoral Sul, que já sofreu enormes perdas com a pandemia

Comentar
Compartilhar
06 JUL 2021Por Artigo06h38
Rosana Vale, deputada federalRosana Vale, deputada federalFoto: Divulgação

Volto ao assunto da Curva do S porque este gargalo tem tudo para ser um problemão na retomada do turismo no Litoral Sul, que já sofreu enormes perdas com a pandemia. Este é o momento de cobrar a obra do Governo do Estado para que dê início aos trabalhos e o novo viaduto, duplicado, fique pronto logo.

O atual viaduto, do jeito que está, com a pista de acesso  afunilada, também castiga duramente a população das cidades de Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. Muitos moradores que precisam se deslocar para São Vicente e Santos nos horários de pico, tanto na ida como na volta, ficam presos em filas que atrasam seus compromissos. 

Os motoristas de carros particulares, de vans, de ônibus e de veículos de carga e descarga são obrigados a sair de uma pista duplicada para entrar num viaduto de pista estreita. Basta um pequeno acidente, um carro quebrado, e o problema fica ainda maior, com congestionamentos que dão trabalho também para os policiais rodoviários que atuam naquele trecho de interligação da Via Expressa Sul com a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega.

Todos já sabemos que o crescimento da Baixada Santista acontece hoje, ao Norte, em Bertioga, e ao Sul, em Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. Bertioga se consolida e já se faz urgente a duplicação da Rio-Santos. Cobramos isso do Governo do Estado e até do Governo Federal, já que a ligação une dois grandes estados brasileiros.

Puxado por Praia Grande, o Litoral Sul tem enorme potencial. Praia Grande recebe mais de dez mil novos habitantes por ano. É a Cidade que mais cresce, com impressionante expansão imobiliária e comercial. Por isso, insisto na cobrança ao Governo do Estado para duplicar o viaduto da Curva do S. 

Mongaguá tem atraído investimentos imobiliários e a Cidade, além das praias, tem uma Zona Rural que precisa ser estimulada. O espaço entre a Serra do Mar e a pista forma um corredor com atrações turísticas e produção rural, que merece uma política de incentivo beneficiando Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. A começar pela melhoria das estradas vicinais.

Itanhaém oferece seu Aeroporto como uma grande opção de desenvolvimento de toda a região. Peruíbe, que se destaca no turismo, também precisa de ajuda para obras de drenagem e infraestrutura.
  
Assim, a retomada do turismo no Litoral Sul depende muito da solução deste gargalo da Curva do S. Afinal, com melhores acessos, teremos mais condições para incentivar a atração de novas empresas para gerar empregos nestas cidades, que acabam tendo que assistir seus jovens partir em busca de oportunidades em outros municípios e regiões.