18h : 31min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Sindicalistas vão relembrar os 53 anos do Raul Soares

Categoria realiza eventos, em parceria com o Diário do Litoral, para relembrar os 53 anos da chegada do navio-prisão ao Porto de Santos

Comentar
Compartilhar
14 ABR 2017Por Francisco Aloise 10h30
O Cárcere Flutuante ficou atracado sob um banco de areia próximo à Ilha Barnabé de junho a outubro de 1964Foto: Reprodução

Para relembrar os 53 anos da chegada do navio-prisão Raul Soares ao Porto de Santos, sindicalistas da Baixada Santista, em parceria com o Diário do Litoral, vão realizar diversos eventos no próximo dia 24.

A partir das 9 horas haverá uma reunião no Sintraport, onde será realizado um café da manhã. O médico Thomas Maack, um dos presos do navio que ajudou a salvar vidas de muitos sindicalistas, virá de Nova Iorque, onde buscou exílio logo após a desativação do navio, para participar dos eventos.

O encontro deverá contar também com as presenças dos sindicalistas portuários Ademarzinho e Argeu Anacleto, ambos filiados ao Sintraport, que foram presos no Raul Soares, além de familiares de presos, que vão agradecer ao médico Thomas Maack.

Após a reunião no Sintraport, os participantes irão até o Porto, onde próximo a travessia de barcas para Vicente de Carvalho, farão um ato para relembrar a triste sexta-feira d 24 de abril de 1964, data da chegada do navio. É que desse local obtêm-se uma vista da Ilha barnabé, no outro lado do Estuário, local onde o navio, que não tinha forças para navegar, ficou atracado encima de um banco de areia.

Foi, também, nesse local, que as mulheres de portuários mantinham vigília para evitar que o navio fosse levado e abandonado em alto mar, conforme eram as ameaças relatadas pelos presos.

Eventos-Ainda no dia 24 de abril, o Sindest vai recepcionar o médico Maack para lançamento de uma edição especial do livro-reportagem:  “Cárcere Flutuante: Verdade Ainda Submersa”, que será distribuído aos associados e convidados. Essa obra é referente a série d reportagens publicadas pelo Diário do Litoral sobre o navio-prisão.

No dia 25 está previsto um novo encontro do médico com sindicalistas, em local a ser definido, e no dia 26, o médico vai participar de um café da manhã com associados no Sindicato dos Químicos, quando fará palestra sobre o que ocorreu nos calabouços do navio-prisão Raul Soares.

Colunas

Contraponto