Servidores de Santos voltam a rejeitar proposta salarial da prefeitura

A categoria voltou a recusar os 2% de reajuste em fevereiro, mais 1% em agosto, propostos pela Administração Municipal

Comentar
Compartilhar
14 MAR 2018Por Da Reportagem18h18
Servidores recusaram nova proposta da Prefeitura de SantosFoto: Divulgação/Paulo Passos

Mais uma vez, a assembleia do sindicato dos servidores estatutários municipais de Santos (Sindest) recusou, na noite desta terça-feira (13), nova proposta da prefeitura para renovação do acordo coletivo dos 11 mil trabalhadores da ativa e 3 mil aposentados, com data-base em fevereiro.

“Não poderia ser diferente”, diz o presidente do sindicato, Fábio Marcelo Pimentel. “A proposta é praticamente a mesma apresentada na semana passada. Está muito aquém das necessidades do funcionalismo e do que a prefeitura pode oferecer para compensar nossas perdas”.

“O único e insatisfatório avanço foi o reajuste de aproximadamente 9% na cesta básica estendido aos aposentados que recebem até quatro salários mínimos”, explica o sindicalista. “O restante continua tal qual o apresentado há poucos dias”.

A categoria voltou a recusar os 2% de reajuste em fevereiro, mais 1% em agosto, propostos pela prefeitura. O sindicato contrapropõe 3% nos salários em fevereiro e 2% em julho. Fábio lembra que a nova proposta não cita o reajuste no vale refeição.

Protesto

A assembleia aprovou que, caso a prefeitura não responda até sexta-feira (16), o sindicato fará ato público, na segunda (19), diante do paço municipal, na praça Mauá, Centro, com carro de som, panfletagem e apresentações de arte popular.

Colunas

Contraponto