Entrada da Cidade

Personal explica por que é importante manter a rotina de treinos durante as festas

Givanildo Matias compartilha dicas práticas para quem quer curtir o Natal e o Reveillon ‘sem prejuízos’ para o corpo

Comentar
Compartilhar
24 DEZ 2017Por Da Reportagem15h30
No Natal e o no Reveillon, muitas pessoas querem deixar de treinarFoto: Divulgação

Quando chegam o Natal e o Reveillon, muitas pessoas querem deixar de lado a correria cotidiana – o que inclui qualquer tipo de compromisso. Porém, o educador físico e personal trainner, Givanildo Matias – idealizador da rede de academias especializadas em emagrecimento, Hiit 20 – faz um alerta: “Quem faz atividade física com foco em emagrecimento não pode deixar de lado os treinamentos nem mesmo nesta época do ano”.

A seguir, o profissional responde às principais dúvidas daqueles que querem curtir o final de ano sem comprometer o progresso obtido com os treinos realizados até então:

1- Por que é importante, na medida do possível, manter a rotina de treinos no final do ano?

Nesta época do ano, há uma combinação de duas situações bem prejudiciais para quem está num processo de emagrecimento e tem na atividade física uma aliada: o aumento da ingestão calórica, incluindo o consumo de bebidas alcóolicas, e a diminuição do gasto calórico – porque, normalmente, as pessoas param de treinar. São situações que podem ter como consequência aumento de peso e alguns prejuízos fisiológicos.

2- Parando completamente com os treinos, que tipos de prejuízos fisiológicos podem surgir?

Quem treina regularmente, vai obtendo o que chamamos de progressão do treino, ou seja, avanços visíveis no organismo como um todo. Já está comprovado que, após dez dias sem treinar, o corpo perde flexibilidade, diminui sua capacidade cárdio-respiratória e até a massa muscular é afetada. Não tem jeito: quem quer emagrecer ou conquistar hipertrofia muscular, precisa manter a rotina e disciplina nos treinos em qualquer época do ano.  

3- Para não interromper os treinos no final do ano, o que é aconselhável fazer?

Sabemos que muitas pessoas viajam e nem sempre têm condições de manter a rotina dos treinos. O ideal é pedir orientação a um profissional para que ele adapte o treino que já é feito usando o peso do corpo ou acessórios como cordas e elásticos, por exemplo. Nem sempre será possível fazer as mesas coisas, mas é importante manter a frequência média de treino apesar das férias e das festas.

4- Que outros cuidados a pessoa deve ter neste período?

Um deles é controlar a alimentação, evitando os alimentos muito calóricos. As ceias de Natal não têm apenas pratos hipercalóricos, há muitas fontes de proteína – como o peru, por exemplo. Vale ser seletivo, no que tange à qualidade, e evitar exageros. Também é importante dosar o consumo de álcool e aumentar a ingestão de líquidos, para repor a hidratação do organismo. Outra dica valiosa é dormir bem: a privação do sono altera hormônios que ajudam no treino e favorecem a perda de peso.

5- Se a pessoa não puder se exercitar durante este período de festas, precisa ter algum cuidado especial na retomada das atividades físicas?

Sim, é necessário ter cuidados. O mais indicado é readaptar o treino que vinha sendo feito até a parada. A recomendação não é mudar o tipo de exercício, mas sim, diminuir repetições ou a carga utilizada. Caberá ao profissional que orienta decidir a melhor estratégias e avaliar os impactos de cada uma delas no corpo do aluno.

Colunas

Contraponto