Entrada da Cidade

Ministério da Saúde abre edital para Mais Médicos

Os candidatos terão até às 18h desta sexta-feira (1) para se inscreverem no site do Mais Médicos

Comentar
Compartilhar
30 NOV 2017Por Da Reportagem11h45
Candidatos terão até esta sexta-feira para se inscreverem no site do programaFoto: Divulgação

Os médicos brasileiros formados ou com diploma revalidado no país e brasileiros formados no exterior terão uma nova oportunidade para participar do Programa Mais Médicos. Na última terça-feira, o Ministério da Saúde abriu as inscrições para o cadastramento de novos profissionais que desejam atuar em 557 municípios de todos os estados. Os candidatos terão até às 18h desta sexta-feira (1) para se inscreverem no site do Mais Médicos.

“O nosso compromisso é pela manutenção do acesso da população aos médicos do Programa. A reposição vai garantir a continuidade do atendimento prestado aos mais de 63 milhões de brasileiros beneficiados com esta ação”, destaca o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Os médicos interessados devem se inscrever e submeter a documentação exigida no edital, como cópia do diploma e do registro profissional, certidão negativa de antecedentes criminais, entre outros. Após a validação, os profissionais deverão escolher quatro cidades de preferência, e serão alocados nas vagas de acordo com critérios de classificação, como detenção de título de especialista e experiência na área de Saúde da Família. Após a lotação, os médicos devem confirmar o interesse nas vagas, e seguem então para os municípios, onde iniciam as atividades nas unidades básicas a partir da segunda semana de 2018.

Os gestores municipais têm até sexta-feira (1) para confirmar as vagas que serão autorizadas para preenchimento pelos médicos. O quantitativo total nas cidades será publicado no dia 8 de dezembro e os profissionais com inscrições validadas poderão selecionar as localidades entre os dias 11 e 12 de dezembro.

O programa

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros.

Do total de médicos participantes, 47,1% são profissionais da cooperação com a OPAS, 45,6% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 4,16% são intercambistas estrangeiros.

Colunas

Contraponto