07h : 39min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Mês da criança também no cuidado da saúde bucal

Em outubro crianças e dentistas são homenageados

Comentar
Compartilhar
14 OUT 2017Por Da Reportagem13h30
Mês da criança também no cuidado da saúde bucalFoto: Divulgação

O mês de outubro ficou famoso no Brasil por ser o mês das crianças e também dos cirurgiões-dentistas. A primeira data surgiu em 1924, um ano após a realização do 3º Congresso Sul-Americano da Criança, no dia 12 de outubro, no Rio de Janeiro.  Já a segunda data é comemorada em 25 de outubro, pois neste dia foram lançados os primeiro cursos superiores voltados para o estudo da saúde bucal no Brasil, em 1884.

Mas além de ganhar presentes nessa data comemorativa, a criança também precisa de atenção no dia das crianças, por isso, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) preparou uma lista sobre como os cirurgiões-dentistas podem ajudar com a saúde bucal dos pequenos. Confira:

Cuidados desde bebê: Ao contrário do que tem sido dito, a gengiva dos bebês não precisam ser limpas com uma gaze ou fralda umedecida, pois a proteção passada por meio do leite materno fica depositada na mucosa do bebê. Ou seja, caso essa fricção seja feita, essa proteção natural será retirada podendo até interferir na imunidade da criança.

Visitas ao dentista desde cedo: Assim que surgir o primeiro dente de leite os pais devem levar o bebê a um consultório dentário. Mesmo sem problemas aparentes na boca, um dentista precisa avaliar a boca dos pequenos, assim, é possível realizar um trabalho preventivo e evitar a perda precoce de dentes por problemas de cárie e doenças gengivais, como gengivite ou periodontite.

Creme dental com flúor: a escovação deve ser feita pelo menos três vezes por dia, e com creme dental com flúor, pois ele ajuda na prevenção das cáries. Com o nascimento do primeiro dente, uma escova de dente macia e uma quantidade de creme que equivale a um grão de arroz deve ser utilizada.

Fio dental desde pequeno: A partir dos dois anos a higienização bucal das crianças já deve ser completa, com a utilização de escovas e também do fio dental. É neste período que são criados os hábitos de higiene.

Aparelho ortodôntico desde pequeno: A ortodontia preventiva utiliza aparelhos móveis na dentição decídua (de leite) ou mista (fase de troca de dentes). O principal objetivo é corrigir e atenuar problemas nos ossos da face, maxila e mandíbula, como por exemplo, a mordida cruzadas, além da recuperação de espaços para que os dentes permanentes possam nascer sem dificuldades, evitando futuras extrações.

E lembre-se, manter os cuidados com a boca desde cedo faz com que a criança dificilmente esqueça os conceitos básicos da higiene bucal e carregue a importância de cuidar da boca para o resto da vida.

Colunas

Contraponto