Débitos prefeituras

Procon São Vicente dá dicas para evitar problemas no Dia do Consumidor

Data é comemorada neste dia 15. Compradores devem ficar atentos na hora da compra

Comentar
Compartilhar
14 MAR 2018Por Da Reportagem14h23
Procon São Vicente dá dicas para evitar problemas no Dia do ConsumidorFoto: Luiz Torres/Arquivo DL

Não é novidade que São Vicente tem o comércio mais forte da Baixada Santista. Diariamente, centenas de vicentinos e munícipes das cidades vizinhas fazem compras no Centro.

Segundo levantamento da Secretaria do Comércio, Indústria e Negócios Portuários (Secinp) existem 7.710 estabelecimentos comerciais licenciados no Município e mais de 25 mil pessoas envolvidas diretamente.

Porém, os consumidores devem ficar atentos para não ter problemas na hora da compra. Pensando nisso, Programa de Proteção e Defesa do Consumido (Procon) de São Vicente dá dicas para que o consumidor conheça seus direitos.

De acordo com o coordenador do Procon de São Vicente, Alexandre Morais Rodrigues, uma das principais dúvidas é sobre a troca de produtos e o chamado “direito de arrependimento”. “Muita gente acha que quando compra na loja, ela tem o direito do arrependimento. Ele só ocorre quando a compra é feita pela internet. Ela tem sete dias para se arrepender da compra”.

Quanto à troca de produtos, isso varia conforme a loja. “Ela tem direito à troca se a loja dá isso para o consumidor. Não existe a obrigatoriedade, isso é uma relação entre lojista e consumidor”.

As compras pela internet podem gerar polêmica. Rodrigues recomenda comprar em sites seguros e conferir a política de privacidade da página. Ele ressalta ainda evitar comprar produtos de procedência duvidosa e escolher os originais. Se possível, solicitar a nota fiscal. Deste modo, o cliente garante a segurança na hora da compra e ainda pode concorrer a prêmios no programa Primeira Legal.

Ainda segundo ele, o Procon realiza fiscalizações periodicamente nos estabelecimentos de diversos seguimentos. “No Natal, nós fizemos uma fiscalização no comércio de modo geral. Ficamos muito satisfeitos porque, para a maioria dos comerciantes, está tudo certo”.

Caso seja identificada alguma irregularidade, como falta de informação de preço, propaganda enganosa ou produtos vencidos, o Procon faz um auto de infração e, se necessário, aplica uma multa.

Atendimento

Dados levantados em 2017 mostram que a unidade de Cidade realizou cerca de 5 mil atendimentos, sendo 80% dos casos resolvidos em acordos feitos na própria sede. Quanto às fiscalizações de comércios, cerca de 100 lojas foram fiscalizadas.

Quem quiser mais saber mais informações sobre serviços, produtos, consórcios e assuntos financeiros, pode acessar gratuitamente o Código de Proteção e Defesa do Consumidor ou comparecer à unidade vicentina do Procon.

O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h, no Paço Municipal (Rua Frei Gaspar, 384 – sala 1 e 2 – térreo).  O cidadão deve apresentar a cópia de um documento de identidade, CPF e um comprovante de residência. Caso seja pessoa jurídica, é preciso levar uma cópia do Contrato Social.Pode ser feito também pelo número 151.

Comércio irregular

O munícipe também pode contribuir na diminuição de comércios irregulares e tirar dúvidas. Basta enviar uma mensagem para o número (13) 99119-0710 somente através do Whatsapp (o telefone não recebe chamadas). Após a denúncia feita, será processada e repassada ao fiscal do setor. O denunciante terá sua identidade preservada e poderá enviar fotos, vídeos e documentos via aplicativo.

 

 

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Começou a copa
Acompanhe aqui

Colunas

Contraponto