Santos

Pais são homenageados no Lar Vicentino

Fundado em 13 de abril de 1950, o Lar Vicentino é referência na região e recebe idosos das cidades da Baixada Santista e Região Metropolitana da Grande São Paulo.

Comentar
Compartilhar
12 AGO 2018Por Da Reportagem10h11
Seu Adhemar Borges, 79 anos.Foto: Rodrigo Montaldi/DL

Seu Adhemar Borges, 79 anos, foi muitas coisas em um passado não tão distante assim. Das lembranças que gosta de ter, as preferidas são do tempo em que trabalhava como motorista pela Prefeitura de Santos e os cuidados que dispensou com os quatro filhos em seu papel de pai. Hoje, em outra fase da vida, prefere o sossego do jardim do Lar Vicentino, sua nova casa desde 2016.

Longe do estigma de que morar em um lar para idosos é triste, seu Adhemar deixa claro no sorriso que abre quando recebe o abraço da filha Nádia Maria Borges que ama o lugar que hoje chama de casa. 

“Tomar essa decisão não é fácil e além de tudo, temos que lidar com a opinião de pessoas que não sabem o que acontece e ficam dizendo que deixar o pai numa casa de idosos é a mesma coisa que abandoná-lo”, explica Nádia. 

Ao contrário disso, ela conta que achar um local com toda a estrutura que o pai precisava trouxe de volta a tranquilidade para a família. No caso de seu Adhemar, a sequência de dois AVC obrigou os filhos a pensarem numa forma nova de cuidar dele.

“Meu pai sempre foi independente, morava sozinho e de repente passou a depender dos filhos. Aí ele veio morar na minha casa, mas vivia dizendo que não se sentia à vontade. Então conversamos e começamos a procurar um lugar onde ele pudesse se sentir em casa novamente, mas com os cuidados médicos necessários”, conta Nádia. 

Com os irmãos morando em outro Estado, Nádia assumiu a responsabilidade e faz questão de desmistificar o conceito de abandono. 

“Tive a chance de conhecer muitos lugares enquanto fui motorista, por isso hoje já não faço questão de sair. Gosto de ficar no jardim, escutar música, ficar sossegado”, declara seu Adhemar em poucas palavras, mas com o olhar ainda curioso. 

Totalmente lúcido, Seu Adhemar engrossa o time dos pais que, por vontade própria e ciente de sua condição de saúde, abriram as portas para uma nova morada na fase idosa. 

As filhas mantém a dedicação ao pai e Nádia, por ser a única que mora perto, mantém a frequência das visitas e os jogos de dominó em dia. 

Francisco Corrêa, vice-presidente do Lar Vicentino destaca a importância que a companhia dos filhos tem para os internos.

“O acesso da família é livre e estamos sempre fazendo eventos para movimentar o dia a dia dos idosos, mas nada se compara a alegria deles quando a família está por perto, isso faz toda a diferença”. 

O senhor Fausto Freire, de 86 anos, também reside no Lar Vicentino desde 2015. Ele não tem filhos biológicos, mas seus cinco enteados são como filhos para ele. Quatro deles moram em Minas Gerais, mas a Miriam, que é professora e reside em São Vicente, o visita sempre. 

Com seu radinho inseparável e uma lucidez invejável, Fausto conta dos tempos áureos quando chegou até mesmo a fazer serviço de reparos no Lar vicentino sem imaginar que no futuro, ali seria sua nova casa.

“Quando eu adoeci precisei de um lugar que tivesse equipe 24 horas porque não consigo me locomover mais. Vir para o Lar Vicentino foi tranquilo porque já tinha trabalhado aqui antes”, conta Fausto. 

Numa época em que muito se discute o abandono de idosos, de pais esquecidos ou negligenciados pelos filhos, os dois representam a alegria de quem pode contar com o afeto incondicional dos filhos.

Celebração do Dia dos Pais

Ontem, o Lar Vicentino promoveu a Festa dos Aniversariantes do mês de agosto e a Celebração do Dia dos Pais. As aniversariantes foram as senhoras Antonia, que completou 90 anos no dia 8, a Rosário, que festejou os 94 anos no dia 13, e a Odinelza, com seus 88 anos no dia 28.

O Lar Vicentino Assistência à Velhice é uma instituição de utilidade pública que acolhe idosos a partir de 60 anos de idade, não acamados.

Fundado em 13 de abril de 1950, o Lar Vicentino é referência na região e recebe idosos das cidades da Baixada Santista e Região Metropolitana da Grande São Paulo. A instituição oferece moradia e assistência aos idosos, além de uma equipe de profissionais qualificados em Medicina Geriátrica, Enfermagem, Fisioterapia, Serviço Social, Nutrição e Educação Física.

O Lar Vicentino está localizado na Rua Carijós, n? 139, no Parque São Vicente, em São Vicente-SP. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e sábado, das 8h às 12h. O telefone de contato é (13) 3468-5750.

Colunas

Contraponto