01h : 58min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Ladrão é morto após assalto a caminhoneiro em Vicente de Carvalho

A Polícia Civil ainda investiga quem atirou contra o assaltante, que foi atingido na cabeça em via paralela à Rodovia Cônego Domênico Rangoni

Comentar
Compartilhar
21 NOV 2016Por Gilmar Alves Jr.19h45
O caso é investigado pelo 1º Distrito Policial de Guarujá (Jardim Conceiçãozinha)Foto: Arquivo/DL

Um ex-detento foi morto com um tiro na cabeça após se envolver em um assalto contra um caminhoneiro de 32 anos, na tarde desta segunda-feira (21), em uma via paralela à Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Vicente de Carvalho. A Polícia Civil ainda investiga quem atirou contra o assaltante, Rodrigo Ferreira da Silva, de 34 anos, que já tinha passagem por roubo. Um comparsa de Silva conseguiu fugir.

O caminhoneiro relatou à polícia que foi vítima da dupla por volta das 13h. Ele estava na cabine de seu caminhão quando os bandidos chegaram, em uma Honda Biz Vermelha, e subtraíram celular, R$ 80,00 e dois títulos de crédito, que totalizam R$ 1.850,00.

Assustado com a ação, o caminhoneiro permaneceu na cabine após a saída dos bandidos e pouco depois ouviu três disparos de arma de fogo. Acreditando que poderia ser alvo dos tiros, o caminhoneiro deixou o caminhão e depois percebeu que um dos criminosos havia sido baleado.

Acionados para a ocorrência, policiais militares encontraram no bolso de Silva o celular subtraído da vítima. A moto usada no crime estava perto do ex-detento. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Posto de Atendimento Médico (PAM) Rodoviária, onde faleceu logo após dar entrada.

Segundo o delegado Estevam Gabriel Urso, titular do 1º Distrito Policial de Guarujá (Jardim Conceiçãozinha), foram feitas buscas por imagens de monitoramento na tentativa de identificar o autor dos disparos, mas não há câmeras no local.

Ainda de acordo com Urso, não foi possível identificar o projétil que atingiu o ex-detento, porque o disparo transfixou a cabeça. 

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar