Entrada da Cidade

Etecri abre inscrição para cursos em São Vicente e Santos

Iniciativa do Governo do Estado estimula formação de jovens em atividades de economia criativa; capacitação é de curta duração

Comentar
Compartilhar
16 AGO 2017Por Diário do Litoral10h30
Antiga sede do projeto Tripulantes do Futuro, em São Vicente, abrigará cursos voltados à economia criativaFoto: Rodrigo Montaldi/DL

O antigo prédio do Tripulantes do Futuro, na Vila Margarida, em São Vicente, em breve sediará os cursos da Escola de Técnicas de Economia Criativa (Etecri) do Programa Via Rápida desenvolvido pelo Governo do Estado. A formação é de curta duração – até três meses – e tem como objetivo estimular o desenvolvimento criativo de jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social. As inscrições já estão abertas.

Os cursos disponíveis para a unidade de São Vicente são: práticas em mídias digitais, técnicas de web design, técnicas de design de moda, recreacionista, vitrinista, grafite e food styling (atividade voltada a tornar um alimento visualmente atraente e registrá-lo em imagens). A expectativa é que as aulas tenham início no próximo mês. 

Além de São Vicente, o município de Santos também foi contemplado com uma Etecri, que funcionará no Dale Coutinho, na Zona Noroeste. Podem participar dos cursos pessoas acima dos 16 anos e desempregados. O número de vagas não foi divulgado. 

As inscrições para as duas unidades já estão abertas e podem ser feitas no site www.viarapida.sp.gov.br no ícone Etecri. Na página é possível saber detalhes da iniciativa e tirar dúvidas. Os inscritos serão comunicados por carta ou email sobre a data de início dos cursos. 

Conquista

A Etecri é um novo modelo de formação profissional adotado pelo Programa Via Rápida Emprego. A experiência será realizada em cidades de todo o estado de São Paulo. A instalação das unidades na Baixada Santista foi uma reivindicação do deputado estadual Caio França (PSB). 

“É uma conquista para a Baixada Santista. Esperamos que no próximo ano outros municípios possam receber a Etecri. Elas são constituídas em espaços do próprio Governo do Estado ou da prefeitura, que cede o imóvel. É um novo projeto e conseguimos trazer para nossa região. Cursos de curta duração, que incentivam a economia criativa e tem muita relação com a juventude”, destacou o deputado. 

Colunas

Contraponto