Banner gripe

Supremo deveria erguer uma estátua a Lula, diz Jaques Wagner

As declarações foram dadas numa sessão especial realizada pela Assembleia Legislativa da Bahia em solidariedade ao ex-presidente Lula

Comentar
Compartilhar
13 ABR 2018Por Folhapress14h09
Wagner afirmou ainda que o Brasil vive atualmente um período de autoritarismo mais violento do que viveu sob a ditadura militarFoto: Elza Fiuza/Agência Brasil

O ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) afirmou nesta sexta-feira (13) que o Supremo Tribunal Federal deveria erguer uma estátua em homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"[Tivemos] a farsa da condenação de um homem que o Supremo Tribunal o Federal deveria erigir uma estátua. Se houve alguém que fez o direito de milhares de brasileiros prevalecer, esse alguém chama-se Luiz Inácio Lula da Silva", disse o petista.

As declarações foram dadas numa sessão especial realizada pela Assembleia Legislativa da Bahia em solidariedade ao ex-presidente Lula.

Em seu discurso, Wagner afirmou ainda que o Brasil vive atualmente um período de autoritarismo mais violento do que viveu sob a ditadura militar.

"A diferença é que naquele tempo tinha tortura e morte. Mas ao menos o golpe civil-militar teve coragem de colocar a cara. Rasgou a Constituição e disse 'quem não estiver gostando dê seu jeito'. E aí nós tínhamos um estado de exceção pleno. Hoje, nós temos um estado de exceção cínico, hipócrita e covarde", afirmou.

Wagner afirmou que a prisão de Lula causou ao país uma tristeza pior do que a causada pela morte de um ente querido.

E defendeu uma mobilização pela soltura do ex-presidente com participação ampla -inclusive de conservadores: "Nosso coração é vermelho, mas aqui cabem conservadores que prezem pela democracia e pelo Estado democrático de Direito".

Por fim, Wagner negou mais uma vez que seja uma opção para disputar a Presidência da República no lugar de Lula. "Eu dizia que eu era o plano L, de Lula. Hoje eu digo que sou o plano dois L, de Lula livre", disse o petista, que afirma ser pré-candidato ao Senado pela Bahia. 

Com um auditório repleto de militantes petistas, a sessão especial em homenagem ao ex-presidente reuniu a maior parte do grupo político do governador Rui Costa (PT), candidato à reeleição. 

Além do governador, participaram do ato o senador Otto Alencar (PSD), a senadora Lídice da Mata (PSB), além de deputados federais e estaduais.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto