04h : 18min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

TSE ouve duas testemunhas em São Paulo em ação contra chapa Dilma-Temer

O processo investiga se a chapa formada pela ex-presidente Dilma Rousseff e pelo atual presidente Michel Temer cometeu crimes no processo eleitoral de 2014

Comentar
Compartilhar
08 MAR 2017Por Agência Brasil12h30
TSE ouve duas testemunhas em São Paulo em ação contra chapa Dilma-TemerFoto: Divulgação

Duas testemunhas serão ouvidas hoje (8) pela Justiça Eleitoral no processo que investiga se a chapa formada pela ex-presidente Dilma Rousseff e pelo atual presidente Michel Temer cometeu crimes no processo eleitoral de 2014.

Estão sendo ouvidos hoje Luiz Eduardo da Rocha Soares, que integrava o “departamento de propinas” da empreiteira Odebrecht, e Beckembauer Rivelino de Alencar Braga, sócio-diretor da Gráfica VTPB, que prestou serviços à campanha da chapa Dilma-Temer em 2014. Eles depõem no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, por videoconferência, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O advogado de Michel Temer, Gustavo Guedes, que acompanha os depoimentos no TRE, chegou ao local por volta das 8h. Ele acredita que, após o depoimento de Braga, a situação deverá ser esclarecida em relação à prestação do serviço da gráfica. O advogado acrescentou que novas informações devem surgir após a acareação marcada para sexta-feira entre três delatores da Odebrecht: Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, e os ex-executivos Hilberto Mascarenhas e Cláudio Melo Filho. “O importante é esclarecer e mostrar o que efetivamente ocorreu”, disse Guedes

O advogado de Dilma Rousseff, Flávio Caetano, disse que o depoimento de Braga deve ser esclarecedor porque ele sabia como funcionava a atividade da gráfica. Já em relação ao depoimento de Soares, o advogado disse que a palavra dele merece desconfiança pelo fato de ele ser delator.

Colunas

Contraponto