06h : 23min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

TSE cancela sessão da noite desta quarta, mas Gilmar sugere celeridade

Também foi levantada a possibilidade de os trabalhos se estenderem em uma sessão extraordinária na sexta-feira (9)

Comentar
Compartilhar
07 JUN 2017Por Folhapress14h00
Gilmar disse que, se necessário, a corte se reunirá até sexta-feira (9)Foto: Agência Brasil

Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) interromperam a sessão no fim da manhã para debater sobre em que horários continuar a sessão de julgamento da chapa. Ficou definido que não haverá sessão na noite desta quarta-feira (7), que os trabalhos serão retomados na quinta-feira (8) e poderão durar o dia todo. Também foi levantada a possibilidade de os trabalhos se estenderem em uma sessão extraordinária na sexta-feira (9).

Herman Benjamim, ministro relator do processo da chapa de Dilma e Temer, disse que se recupera de um problema respiratório e pediu para que a sessão desta noite, antes marcada para 19h, fosse suspensa.

 

Gilmar Mendes, presidente do TSE, pedirá a Carmen Lúcia, presidente do STF, que os ministros que integram as duas cortes possam faltar nas sessões de quinta (8) do Supremo para comparecer ao julgamento no TSE. A sessão prosseguiu após esse debate.

Gilmar

Ao propor e marcar sessões extras e sugerir aos ministros do TSE que deixem de ir a suas sessões no STF (Supremo Tribunal Federal) e no STJ (Superior Tribunal de Justiça), o presidente da corte, Gilmar Mendes, indica estar disposto a encerrar o julgamento em breve, sem pedidos de vista.

Gilmar disse que, se necessário, a corte se reunirá até sexta-feira (9). Inicialmente, as sessões estavam marcadas até quinta (8).

Fux

Fux afirmou que poderia deixar de ir ao evento de lançamento de seu próprio livro, marcado para as 18h desta quarta (7). "Eu até, sinceramente, chegaria lá no lançamento e pediria desculpas porque o interesse do Brasil é muito maior do que o meu lançamento do livro. E deixaria o coquetel à vontade para todos, já que não estamos em tempo de coquetel."

Apesar da fala de Fux, o presidente do TSE, Gilmar Mendes, desistiu da ideia de realizar uma sessão na noite desta quarta-feira.

Colunas

Contraponto