Entrada da Cidade

Mourão diz ter ficado 'muito bem impressionado' após reunião com Petrobras

Foi o primeiro encontro de representante da equipe de transição com a direção da estatal

Comentar
Compartilhar
09 NOV 2018Por Folhapress16h40
A equipe de transição ainda não anunciou decisão sobre o futuro da diretoria da empresaFoto: Divulgação/Fotos Públicas

O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão (PRTB), disse ter ficado "muito bem impressionado" após reunião com a cúpula da Petrobras na manhã desta sexta-feira (9). Foi o primeiro encontro de representante da equipe de transição com a direção da estatal.

Mourão ouviu uma apresentação sobre a situação financeira e operacional da Petrobras, que acumula em 2018 lucro de R$ 23,6 bilhões. Além do presidente da estatal, Ivan Monteiro, participaram do encontro os sete diretores da companhia.

"Hoje pela manhã, tive a satisfação de visitar a Petrobras e ouvir, em companhia do presidente Ivan Monteiro, apresentação da diretoria executiva sobre a situação da companhia. Saí muito bem impressionado", escreveu o vice-presidente eleito em uma rede social.

A equipe de transição ainda não anunciou decisão sobre o futuro da diretoria da empresa, que tem mandato até março de 2019. Questionado sobre o tema esta semana, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse que a definição será do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

A área energética da equipe de transição é liderada por Roberto Castello Branco, que foi conselheiro da estatal durante o governo Temer, e tem como interlocutores outros executivos que estiveram no governo atual, como Paulo Pedrosa, ex-secretário executivo do MME (Ministério de Minas e Energia).

Na terça (6), a Petrobras anunciou lucro de R$ 6,6 bilhões no terceiro trimestre, abaixo do esperado pelo mercado mas 25 vezes maior do que no mesmo período do ano anterior.

O resultado teve impacto negativo de acordo de R$ 3,5 bilhões para encerrar investigações sobre corrupção nos Estados Unidos. A companhia anunciou ainda a distribuição de R$ 1,3 bilhão aos acionistas pelo resultado do trimestre.

Colunas

Contraponto