Eliseu Padilha depõe à Justiça como testemunha de Geddel Vieira Lima

Padilha está sendo ouvido via videoconferência, com sinal entre o gabinete dele e a sala de audiência

Comentar
Compartilhar
06 FEV 2018Por Estadão Conteúdo11h16
Eliseu Padilha depõe à Justiça como testemunha de Geddel Vieira LimaFoto: Agência Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB-RS), começou a depor na manhã desta terça-feira, 5, na Justiça Federal em Brasília, como testemunha de defesa de Geddel Vieira Lima (MDB-BA), ex-ministro do governo Michel Temer No processo, que faz parte da Operação Cui Bono?, Geddel é acusado de obstrução da Justiça. A suspeita é de que ele tentou atrapalhar a delação de Lúcio Funaro, na fase em que este estava em tratativas com a Procuradoria-Geral da República (PGR). 

Padilha está sendo ouvido via videoconferência, com sinal entre o gabinete dele e a sala de audiência. As acusações dão conta de que seu ex-colega de Palácio do Planalto tentava pressionar Funaro para que permanecesse em silêncio e não partisse para um acordo de colaboração premiada. 

Geddel também será ouvido nesta mesma audiência, mas presencialmente. Ele foi deslocado do presídio da Papuda, em Brasília, para a sede da Justiça Federal, na capital federal. O ex-ministro chegou por volta das 9h50 ao local e está aguardando em um sala ao lado do local onde prestará depoimento.

Colunas

Contraponto