Santos

Universitário sofre ataque homofóbico na Orla de Santos

O estudante disse que foi agredido com socos e chutes por seis homens

Comentar
Compartilhar
11 JUL 2018Por Gilmar Alves Jr.17h09
Lucas Acácio de Souza registrou boletim de ocorrência no Decradi, em São Paulo, e investigação deverá ser realizada em SantosFoto: Reprodução

O estudante de Publicidade e Propaganda Lucas Acácio de Souza, de 23 anos, sofreu um ataque homofóbico na Orla do José Menino, em Santos, no último dia 6. Ele diz ter sido agredido com socos e chutes por seis homens e que só escapou ao entrar em um ônibus.

O universitário registrou, nesta terça-feira (10), boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), na capital paulista.

Ele relatou à polícia que na tarde do dia 6 estava com uma amiga na Avenida Presidente Wilson quando pediu cigarro para dois desconhecidos que estavam sentados em um banco da Orla.

Segundo ele, logo após o pedido, começou a ser chamado de "veado" e os dois homens ordenaram que ele saísse dali. Em poucos minutos, ainda segundo o relato da vítima, mais quatro homens se aproximaram, se juntaram aos outros dois, e foram desferidos os socos e chutes.

Souza teve uma lesão no olho direito, escoriações nas costas e nos ombros.

"Tenho dores em todo o meu corpo, sinto dificuldades nas mais simples atividades", escreveu o universitário em seu perfil no Facebook.

"Não foi a primeira agressão que sofri esse ano, quem dirá na vida, mas até quando? Até quando vão nos matar por sermos do jeito que somos", disse.

Câmera

O universitário afirma acreditar que uma câmera de monitoramento da Orla tenha captado imagens dos agressores e diz que irá indicar a posição dela à Polícia Civil em Santos, onde a investigação deverá ser realizada.

Na tarde desta quarta, Souza se dirigia a uma unidade do Instituto Médico-Legal (IML) para exame de corpo de delito. A amiga dele que testemunhou o crime deve prestar depoimento nesta quinta-feira (12), no Decradi.

Colunas

Contraponto