Santos

SAP apreende maconha com visitantes em unidades prisionais da Baixada Santista

As apreensões aconteceram durante o final de semana, nos dias 14 e 15 de abril

Comentar
Compartilhar
16 ABR 2018Por Da Reportagem13h49
No Centro de Detenção Provisória de Praia Grande, uma mulher de 49 anos foi flagrada com dois cigarros de maconha (equivalente a dois gramas da droga) escondidos em um pacote de biscoitosFoto: Divulgação/SAP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) divulgou que foram apreendidos 163 gramas de maconha em estabelecimentos penais da Baixada Santista durante as visitas de final de semana, nos dias 14 e 15 de abril.

No Centro de Detenção Provisória de Praia Grande, uma mulher de 49 anos foi flagrada com dois cigarros de maconha (equivalente a dois gramas da droga) escondidos em um pacote de biscoitos. A apreensão aconteceu por volta das 9h do sábado e a visitante é mãe de um detento da unidade.

Na manhã seguinte, uma mulher de 37 anos foi surpreendida por agentes de segurança penitenciária com 30 gramas de maconha, que pretendia entregar a seu companheiro, preso no Centro de Progressão Penitenciária de Mongaguá. O material foi encontrado durante a revista do kit de utensílios que os familiares trazem aos reclusos – a visitante substituiu o tabaco de cigarros comuns pelo entorpecente.

Ainda no domingo, 111 gramas de maconha foram detectados quando uma jovem passava pelo scanner corporal, no Centro de Detenção Provisória de São Vicente. A visitante que é casada com um detento, confessou carregar um invólucro com a droga em suas partes íntimas – a própria retirou o material em sala reservada.

Também em São Vicente, na Penitenciária 1, uma mulher foi flagrada ao passar pelo aparelho de escaneamento com 20 gramas de maconha em um invólucro introduzido em sua genitália.

As quatro mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia e tiveram os nomes suspensos do rol de visitas da SAP. As direções das unidades penais registraram Boletim de Ocorrência e enviaram comunicados para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurarem Procedimento Disciplinar Apuratório.

RONDA

Na sexta-feira, dia 13 de abril, os agentes de segurança penitenciária do CPP de Mongaguá encontraram materiais ilícitos na área externa da unidade, durante a ronda de rotina, por volta das 17h.

Ao todo, foram apreendidos cinco aparelhos de celular com 19 baterias extras, dez carregadores e sete fones de ouvidos, além de 2,405 kg de maconha e 260 gramas de crack. A unidade apresentou o material a Delegacia de Polícia, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência.

 

Colunas

Contraponto