21h : 05min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Rapaz suspeito de ao menos 100 fraudes bancárias é preso em Praia Grande

Policiais civis realizaram a prisão no início da tarde desta sexta-feira (25) em uma agência bancária no Boqueirão

Comentar
Compartilhar
25 NOV 2016Por Gilmar Alves Jr.22h22

Suspeito de ao menos 100 fraudes contra bancos, um rapaz de 26 anos, morador da região central de São Paulo, foi preso em flagrante na tarde desta sexta-feira (25) sob a acusação de estelionato e uso de documento falso dentro de uma agência bancária no Boqueirão, em Praia Grande.

A prisão foi realizada por policiais do 2º Distrito Policial de Praia Grande (Vila Caiçara), que agiram após o setor de inteligência do banco identificar a fisionomia do golpista e flagrá-lo no interior da agência.

O acusado foi surpreendido pelos investigadores Fernando César, Montenegro, Ileck e Luiz Fonseca, encarregado do distrito, quando estava no banco com o intuito de desbloquear mais um cartão com nome falso.

Ao ser descoberto, ele admitiu o crime e disse recebia documentação falsa de um comparsa para abertura de contas. O dinheiro obtido por meio de linhas de crédito, ainda segundo o acusado, era dividido pela metade com o homem que fornecia os documentos falsos.

Após o registro do flagrante no 2º DP, o acusado foi encaminhado à carceragem da Delegacia de Praia Grande, onde aguardará por transferência para o Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade.

Sob o comando do delegado Fernando Henrique Faria, titular do 2º DP, as investigações prosseguem para identificar o comparsa do rapaz capturado.

90 flagrantes

Com esta prisão, a equipe do 2º DP de Praia Grande chega à marca de 90 flagrantes frutos de investigação de outubro de 2015 a novembro deste ano. Conforme destaca o investigador Fonseca, mais da metade dos flagrantes são de combate ao tráfico de drogas, crime gerador de recursos financeiros para organizações criminosas praticarem outros tipos de delitos, incluindo roubos.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar