10h : 56min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Preso atirador que fazia a segurança de traficantes na cracolândia em SP

Dez dias antes de a Polícia Militar desarticular a feira livre de drogas na antiga cracolândia, o suspeito foi flagrado por câmeras de segurança da GCM

Comentar
Compartilhar
08 JUN 2017Por Folhapress15h30
Desde a realização da operação policial na cracolândia, no dia 21 de maio, 91 pessoas foram presas pela polícia na regiãoFoto: Rovena Rosa / Agência Brasil

A Polícia Civil prendeu um criminoso que fazia a segurança dos traficantes de drogas da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) na antiga cracolândia de São Paulo, então, localizada na rua Helvétia, na região central.

José Raimundo Almeida Ramos Santos, 22, foi preso na tarde desta quarta-feira (7), no centro da capital, dirigindo um carro roubado. Ele foi levado para o Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), no Bom Retiro.

A forma e a tranquilidade como o suspeito andava armado pela "feira livre" de drogas da antiga cracolândia chamou a atenção da polícia. Ele era responsável por manter a organização do fluxo de usuários para não atrapalhar o comércio de drogas.

Confusão 

Dez dias antes de a Polícia Militar desarticular a feira livre de drogas na antiga cracolândia, o suspeito foi flagrado por câmeras de segurança da GCM (Guarda Civil Metropolitana) trocando tiros com guardas-civis num tumulto iniciado após a detenção de um homem suspeito de furto de um celular na região.

Na ocasião, usuários de drogas e traficantes entraram em confronto com policiais militares. Houve disparo de tiros, uso de barricadas com objetos incendiados e ataques a lojas, que chegaram a ser saqueadas.

Com a chegada da tropa de choque da PM, moradores de rua colocaram fogo em pedaços de madeira e pneus velhos nas vias. A PM lançou bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo contra usuários de drogas, que atacaram com pedras.

A Polícia Militar invadiu o local no dia 21 de maio para desarticular o tráfico de drogas na antiga cracolândia. Cerca de 51 traficantes foram presos, mas José Raimundo conseguiu fugir.

José Raimundo já tinha ficha criminal por roubo e receptação. Agora, também vai responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e receptação de veículo roubado.

A Secretaria de Segurança Pública informou, por meio de assessoria, que, além de José Raimundo, foram presos mais três suspeitos nesta quarta. A pasta da segurança não informou os crimes e nem a identidade dos detidos.

Ainda de acordo com a secretaria, desde a realização da operação policial na cracolândia, no dia 21 de maio, 91 pessoas foram presas pela polícia na região.

Colunas

Contraponto