Prefeitura Santos febre amarela

Por ciúmes da ex, homem mata duas filhas pequenas e se mata em Itatiba

De acordo com a polícia, os crimes aconteceram porque o atirador não aceitava o fim do relacionamento com a mãe das crianças

Comentar
Compartilhar
14 FEV 2018Por Estadão Conteúdo17h49

Um homem matou a tiros as duas filhas pequenas, baleou a sogra que tentou defendê-las e se matou, no início da noite desta terça-feira, 13, em Itatiba, município do interior de São Paulo. De acordo com a polícia, os crimes aconteceram porque o atirador não aceitava o fim do relacionamento com a mãe das crianças. As vítimas tinham um ano e três anos, respectivamente.

A ex-mulher do agressor não estava na casa. A mãe dela, avó das crianças, recebeu tiros numa das pernas e no braço. As identidades dos envolvidos na tragédia não foram divulgadas pela Polícia Civil.

O homem foi à casa da ex-mulher, no Jardim das Nações, mas não a encontrou. Ele teria ido tirar satisfações por ela estar em novo relacionamento. O homem já a tinha ameaçado anteriormente. Depois de discutir com a sogra, ele pegou as crianças e as colocou em seu carro. Em seguida, usou um revólver calibre 38 para atirar contra as duas filhas no banco traseiro do automóvel A sogra tentou impedir os disparos e foi baleada.

Moradores saíram à rua, atraídos pelos disparos, e viram quando o homem recarregou a arma e atirou contra a própria cabeça. O corpo ficou estendido na rua até a chegada da Polícia Militar.

Os corpos das crianças foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí (SP). Até a manhã desta quarta-feira, 14, os corpos não tinham sido liberados para o velório. A avó passou por cirurgia na Santa Casa de Itatiba e estava fora do risco de morte.

Colunas

Contraponto