Entrada da Cidade

Polícia Civil detém 243 pessoas em 24h na Baixada

Foram retirados de circulação 57 quilos de entorpecentes e oito armas de fogo

Comentar
Compartilhar
29 NOV 2017Por Gilmar Alves Jr.17h25
O delegado seccional, Manoel Gatto Neto (ao centro) e os delegados Jorge Álvaro Gonçalves Cruz (à esquerda) e Carlos Henrique Fogolin de Souza (à direita) apresentaram os resultadosFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Uma operação da Polícia Civil nas cidades de Santos, São Vicente, Cubatão, Praia Grande, Guarujá e Bertioga deteve 243 pessoas e retirou de circulação 57 quilos de entorpecentes, além de oito armas de fogo. A ação, que mobilizou 141 policiais, foi realizada entre as 11h de terça-feira (28) e as 11h desta quarta-feira (29).

Ao apresentar os números da blitz na tarde desta quarta, o delegado seccional de Santos, Manoel Gatto Neto, informou que 53 dos detidos tinham mandado de prisão expedido pela Justiça pelos crimes de roubo e furto. Ele ressaltou a importância das prisões para maior sensação de segurança à população.

Com a retirada destes criminosos de circulação, a Polícia Civil espera nova redução dos índices de roubos.

Dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) na última segunda-feira (27) apontam que a Baixada Santista e o Vale do Ribeira tiveram uma redução de 10,82% nos roubos em outubro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os registros passaram de 1.534 para 1.376.

Gatto Neto afirmou que na operação não houve nenhuma pessoa ferida e nenhum confronto.

Na relação de 243 detidos, além dos 53 com mandados de prisão, também estão 23 adolescentes, 10 adultos presos em flagrante e 157 pessoas detidas crimes de menor potencial ofensivo, que foram liberadas após registros de Termos Circunstanciados (TCs).

Tráfico

Em Praia Grande, conforme anunciou o delegado Carlos Henrique Fogolin de Souza, titular do município, foi desmantelado um esquema de venda de drogas em um apartamento no bairro Melvi, em Praia Grande.  No imóvel, policiais do 2º Distrito Policial (Vila Caiçara), sob o comando do investigador-chefe, Ricardo Razões, e do encarregado do município, Alexandre Ventura, prenderam quatro homens e apreenderam cocaína e crack.

“As pessoas paravam lá embaixo, assobiavam e a droga era jogada para as pessoas”, disse Fogolin. Três motos usadas pelo bando foram recolhidas, sendo uma delas com queixa de roubo.

O delegado Jorge Álvaro Gonçalves Cruz, titular do 3º Distrito Policial de Santos (Ponta da Praia), anunciou a apreensão de quatro quilos de maconha e de uma arma de fogo próximo ao BNH, na Aparecida.

A ação ocorreu na terça-feira durante uma tentativa de captura de um criminoso que foi ao local para fornecer o tóxico a traficantes.

Os policiais, sob o comando do investigador-chefe, Marcelo Mendes, tinham informações sobre as características do homem e prepararam a abordagem, mas o criminoso conseguiu escapar após dispensar o material ilícito.

Colunas

Contraponto