Santos

Bombeiro é morto na rodovia Anchieta, em Cubatão

A polícia ainda não sabe a quantidade de criminosos que agiram na ação e em qual veículo estavam

Comentar
Compartilhar
24 DEZ 2017Por Folhapress09h00

Um bombeiro de 31 anos foi morto com ao menos 11 tiros na rodovia Anchieta no km 59, em Cubatão (56 km de SP), às 6h30 deste sábado (23). A arma dele, uma pistola ponto 40, foi roubada. Segundo a Polícia Civil, o cabo Markus Vinícius Braga Ignacio seguia com sua moto uma Honda CG Titan para o trabalho, em Guarujá (86 km de SP), quando parou no acostamento e foi baleado. Ele foi socorrido, mas chegou morto ao hospital.

A polícia ainda não sabe a quantidade de criminosos que agiram na ação e em qual veículo estavam. Segundo a polícia, no local não foram encontradas testemunhas. Os investigares aguardam as imagens das câmeras de segurança da pista para tentar identificar os envolvidos no crime.

No local também foram encontradas diversas munições compatíveis com a arma do cabo. A polícia acredita que ele também pode ter atirado ou foi morto com sua própria arma. A moto do bombeiro não foi levada.

O caso é investigado pela Delegacia de Cubatão como homicídio e um possível latrocínio (morte em assalto). O policial morava na Praia Grande (71 km de SP), era casado e deixou uma filha.

Policiamento

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, as polícias Civil e Militar realizam ações visando coibir os crimes no sistema Anchieta-Imigrantes. Segundo a pasta, as estradas, assim como todo o litoral paulista, receberam um reforço com mais de 2.900 PMs.

Colunas

Contraponto