21h : 44min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Testemunha de Jeová explica sobre a religião

Crença levanta debates pela postura adotada em determinadas situações

Comentar
Compartilhar
17 SET 2017Por Vanessa Pimentel11h00
O representantes da religião, Valdecir FélixFoto: Arquivo DL

No domingo passado, a Arena Santos recebeu o quarto e último Congresso Regional das Testemunhas de Jeová “Não Desista”, realizado durante os meses de agosto e setembro.

O tema, segundo um dos representantes da religião, Valdecir Félix, foi escolhido devido às dificuldades, principalmente, no cenário político que o país enfrenta. “Há muita corrupção e desonestidade, mas queremos falar que vale a pena continuar sendo bom e perseverar”, explica.

De acordo com os organizadores do evento religioso, cerca de 20 mil pessoas participaram dos congressos em Santos, divididos em quatro finais de semana.  

“Atualmente, há mais de oito milhões de Testemunhas de Jeová no mundo, distribuídos em mais de 119 mil congregações”, conta Valdecir.

A religião traz consigo alguns “boatos”, como nomeia Valdecir ao citar a visão que algumas pessoas têm sobre a crença. Os rumores vão desde a polêmica decisão de não aceitarem transfusão de sangue até a não permissão de fiéis em aniversários ou Natal.

Na Rússia, desde abril deste ano, quem se declara Testemunha de Jeová não tem mais o direito de realizar as atividades da religião no país que registra 175 mil seguidores.

A decisão da suprema corte considerou a religião como 'uma ameaça para os direitos das pessoas, da ordem pública e da segurança pública', ao acusar os praticantes de armazenarem e difundirem literatura religiosa de caráter extremista.

Ivan Belenko, o porta-voz das Testemunhas de Jeová na Rússia, denunciou na época à agência Efe que a decisão das autoridades russas privaria do direito à liberdade ao culto os 175 mil seguidores que dessa comunidade no país.

Para tentar esclarecer como é a vida de quem é adepto da religião, o Diário do Litoral conversou com um representante da crença na região. Confira.

DL - No que crê uma pessoa que é testemunha de Jeová?

Valdecir Félix - Cremos no Criador de todas as coisas, o pai de Jesus Cristo, que nasceu de Maria, a Virgem Maria. Deus o transferiu para o ventre dela e nasceu Jesus. Depois, Ele morreu para resgatar a humanidade do pecado da morte. Para nós, Deus tem um governo chamado ‘Reino de Deus’ e é ele que vai administrar a Terra, um dia. Não haverá mais governo americano, francês, inglês, italiano. O governo mundial será o governo do Reino de Deus. Aí sim acabarão todos os males, doenças, fome, guerra, e até a morte.

DL - E vocês acreditam que há um prazo para esse governo acontecer?

Valdecir - Pelas evidências do que tem ocorrido no mundo, como ameaças de guerra, aumento da violência, este tempo está muito próximo. A mudança irá acontecer em breve.

DL - E o que vocês acham que acontece com as pessoas depois da morte?

Valdecir - A pessoa morreu, acabou. Está no descanso, aguardando ser ressuscitada. Não sofre mais dor, não tem mais sentimentos, se apagou. O corpo dela se decompôs e aguarda a ressurreição do corpo humano, como Deus permitiu que fosse feito com Lázaro. Lázaro já estava a quatro dias morto, cheirando mal, mas Jesus recompôs o corpo dele. A pessoa que morreu há cinco, dez, vinte anos, também ganhará um corpo novo similar ao que ela tinha antes da morte e haverá um reencontro familiar, pai, mãe, enfim.

DL – A ressuscitação será para todas as pessoas da Terra independentemente delas terem sido boas ou más?

Valdecir - Quem faz julgamento é Deus e é Ele quem escolherá os merecedores da ressureição.

DL - E nesse futuro governo de Deus, Jesus também estaria presente?

Valdecir - Sim, ele é o Rei, mas não na Terra. Ele é o Rei espiritual e vai administrar a Terra do céu, como Deus já faz hoje através das bênçãos do Sol, da chuva, etc. Na Terra haverá representantes do governo de Deus, como já existem hoje, por exemplo, eu aqui falando com você exerço meu papel de representante do governo de Deus.

DL - Vocês ainda realizam a evangelização porta a porta?

Valdecir - Sim, nós ainda evangelizamos de casa em casa, mas no horário adequado para o morador, não é mais tão cedo e começamos a partir das 10 horas da manhã. O serviço é voluntário e vai quem tem condições.

DL - E vocês são bem recebidos?

Valdecir - A maioria atende bem. Quando não querem nos receber, deixamos panfletos, mas a maioria dá atenção, tem gente que oferece até café.

DL - Quem é Testemunha de Jeová pode ter redes sociais?

Valdecir - Pode, não há problema nenhum.

DL - Vocês ainda se mantêm contrários à transfusão de sangue?

Valdecir - A transfusão de sangue é um principio bíblico, não muda. Então não aceitamos porque na Bíblia diz: “Abster-se de sangue”, e seguimos a Bíblia.

DL – Mas como fazem se precisarem de sangue?

Valdecir - Nós optamos por tirar nosso próprio sangue e guardar para depois fazer a transfusão e também por outras opções de tratamento. Se precisamos passar por cirurgia, assinamos um documento informando ao hospital sobre a opção desejada. Desta forma, o estabelecimento procura usar técnicas onde a perda de sangue seja mínima, como o bisturi eletrocautério, que cauteriza enquanto corta. Mas é bom que fique claro que a religião não interfere na escolha da pessoa, ela é livre.   

DL - A bíblia é um livro extremamente grande. Como vocês fazem para decorá-la?

Valdecir - Nós a estudamos por tópicos. Para ler a Bíblia em um ano é preciso ler três capítulos por dia.

DL - Testemunhas de Jeová também tem a prática do dízimo?

Valdecir - Não, as doações são voluntárias, não há o dízimo.

DL - Dentro da religião, como as mulheres são vistas?

Valdecir - São respeitadas, a exemplo de Jesus, que nunca as maltratou. Opinam dentro do lar, se vestem muito bem, se maquiam, procuram se embelezar, não há problemas. Quanto às roupas, usam saias compridas e não roupas que desmoralizam a própria mulher, que chamem a atenção para partes do seu corpo, isso não é adequado.

DL - Por que vocês não comemoram o Natal ou aniversários?

Valdecir - Porque não há nenhuma prova de que Jesus tenha nascido em dezembro e a própria igreja católica reconhece isso. Não há porque comemorar uma coisa que não é verdadeira e vale lembrar que em volta disso há um grande comércio. E não comemoramos aniversário pelo princípio da Bíblia. Nela, há registrado apenas dois aniversários de dois reis e são relatos negativos porque nas duas festas houve morte. Entendemos que o aniversário coloca a pessoa numa posição que ela não deveria de ter.  

DL - E as crianças não ficam tristes por não comemorarem o aniversário?

Valdecir - Não, porque fazemos muitas festas mensais e elas não sentem falta. Também explicamos os motivos através da Bíblia e elas entendem. Na escola, quando algum amigo vai comemorar, os pais já conversam e explicam que são Testemunhas de Jeová e no dia da festa, a criança é colocada no parque ou em outra atividade para não participar da festa.

DL - Tudo que está na Bíblia é interpretado ao pé da letra, então?

Valdecir - Não.

DL - E cada um interpreta de um jeito?

Valdecir - Não, porque a Bíblia se explica. Uma parte explica a outra, se não fosse assim, teriam muitas contradições, por isso é importante ler toda ela e não apenas em partes.

DL - Como vocês enxergam o homossexualismo?

Valdecir - A Bíblia é contra o homossexualismo, não contra o homossexual. Não há preconceito contra a pessoa que é homossexual, tratamos todos com respeito.

DL - Então um homossexual pode ser Testemunha de Jeová?

Valdecir - Teria que mudar a atitude, porque está claro na Bíblia que não pode. Mas, não temos preconceito contra essas pessoas.

DL - E onde está o trecho que fala sobre homossexualismo na Bíblia?

Valdecir - A Bíblia diz: “Os homens que praticam o homossexualismo (...) não herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9 ). Ou seja, pessoas que praticam o homossexualismo, não o homossexual, não é a pessoa, é a prática que é condenada na Bíblia.

DL - Por que Deus é Jeová?

Valdecir - Porque é o nome Dele, como Ele se apresenta na Bíblia.

DL - Vocês são neutros em relação à política?

Valdecir - Sim, somos neutros. Nós votamos, mas não escolhemos candidatos, anulamos.

DL - Por quê?

Valdecir - Por causa do governo de Deus. Nós já temos um governante, que é Jesus Cristo.

Colunas

Contraponto