05h : 00min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Presidente de hospital de Guarujá é assessor de vereador em Santos

Urbano Bahamonde Manso é diretor presidente do Hospital Santo Amaro e assessor parlamentar do vereador santista Hugo Duppre (PSDB)

Comentar
Compartilhar
03 JUL 201319h53

Um assessor parlamentar é obrigado dar oito horas diárias de expediente e uma de almoço. E não são raras as vezes que tem que fazer horas extras para acompanhar seu assessorado em compromissos oficiais e políticos. Ou seja, falta tempo muitas vezes até para cuidar da própria vida. 

Pois bem, mudando de uma função para outra, não é preciso ser especialista em Saúde para saber que quem trabalha em hospital também não tem tempo para quase nada. Se a pessoa possui cargo de comando, a responsabilidade que o posto lhe confere praticamente o impede que tenha outra atividade.

Manso Bahamonde é diretor presidente do hospital e assessora o vereador Hugo Duppre (Foto: Montagem/DL)

No entanto, na Região, um homem consegue aliar os dois empregos: Urbano Bahamonde Manso. Advogado por formação, ele consegue ser assessor parlamentar do vereador santista Hugo José Duppre (PSDB) e, ao mesmo tempo, nada menos que diretor presidente do Hospital Santo Amaro (HSA), em Guarujá — um dos mais problemáticos da Região.

A Reportagem descobriu a façanha por intermédio de uma denúncia e confirmou tudo junto ao Diário Oficial de Santos que, no último dia 27, na página 16, publicou a declaração de bens do advogado, atestando sua nomeação no gabinete de Duppre. 

Ontem, o Diário do Litoral ligou para os dois locais que Manso “bate cartão”. No Santo Amaro, ele trabalha segunda, quarta e sexta-feira somente no período da tarde e, terças e quintas-feiras no período integral.

Na Câmara, o horário do presidente do hospital deveria ser menos flexível, pois assessor parlamentar é obrigado, por lei, a trabalhar todos os dias, oito horas. Quem atendeu a Reportagem ontem, às 13 horas, disse não conhecer Manso.

A assessoria de imprensa da Câmara confirmou ontem que, de acordo com a Diretoria Administrativa da Casa, um assessor parlamentar tem que trabalhar no mínimo 8 horas por dia. Conforme determinado pela Ordem de Serviço 134/2013, o controle de frequência é feito em folhas de ponto destinadas a esta finalidade.

Assessor parlamentar trabalha de segunda à sexta-feira e também aos sábados e domingos, a critério de cada vereador. Isso porque o assessor parlamentar pode, por exemplo, representar o vereador em solenidades ou eventos, quando assim for determinado.

Conforme especificado no Ato da Mesa nº 9/1999, as funções do assessor parlamentar são: secretariar e assessorar o vereador; promover a elaboração, datilografia ou digitação de proposituras, ofícios e outros documentos, e acompanhar o seu trâmite até o arquivamento.

Também cuidar da expedição e recebimento de correspondências; organizar a agenda do vereador; receber e encaminhar processos mediante orientação do vereador; representá-lo em solenidades e eventos quando assim for determinado e executar atribuições inerentes ao cargo, quando assim for determinado pelo vereador.

Colunas

Contraponto