14h : 54min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Prefeitura apresenta projeto de ecoturismo com pessoas com deficiência visual ao Rotary de Guarujá

A iniciativa, idealizada pela Prefeitura, tem apoio da entidade Lar das Moças Cegas

Comentar
Compartilhar
09 JUN 201415h54

Com o objetivo de conhecer e apoiar projetos que visam a orientação para independência e a integração social de pessoas com deficiência visual, o Rotary Clube de Guarujá recebeu, na noite desta quinta-feira (5), diretores e o secretário municipal de Turismo, José Carlos Rodriguez, para apresentar a proposta. Na ocasião, eles puderam conhecer em detalhes, o projeto de turismo ecológico adaptado na região da Prainha Branca.

A iniciativa, idealizada pela Prefeitura, tem apoio da entidade Lar das Moças Cegas e apresenta o treinamento do monitor ambiental e morador da comunidade, Miguel de Almeida Flávio. O grau de deficiência do jovem é classificado como baixa visão, por enxergar apenas 5% em um dos olhos e 10% no outro olho. Além do monitor especial, uma trilha sensorial foi escolhida como roteiro de turismo adaptado.

Segundo o presidente entidade, Romilton Wlademy Gonçalves de Sá, o projeto atende todos os requisitos para ser incorporado às demais ações a serem desenvolvidas na Casa da Visão, idealizada pelo Rotary, que irá fornecer gratuitamente, a cegos e deficientes visuais: exames, tratamentos, óculos, lentes, cursos de informática e Braille.

O secretário municipal de Turismo, José Carlos Rodriguez, enfatiza que dentro das diretrizes estabelecidas pela prefeita Maria Antonieta de Brito, o turismo adaptado é uma das prioridades do governo. “Este projeto tem como objetivo integrar à comunidade todos os que possuem alguma interferência visual, com a particularidade de estarmos desenvolvendo o turismo ecológico com o alto rendimento socioeconômico”, disse.

Além dos membros da Secretaria Municipal de Turismo, estiveram na reunião, moradores da comunidade da Prainha Branca, monitores ambientais reconhecidos no Município pela Lei 3.805/2011 e também Miguel, que emocionou a todos.

“É indescritível a sensação de felicidade de crianças com deficiência visual, como eu, quando, pela primeira vez, tocam folhas, sementes, solo de floresta, rochas gigantes cobertas por musgos e abrigos de animais silvestres”, relatou.

Casa da Visão – O Projeto idealizado pelo Rotary Club do Guarujá está sendo executado com parceria da Prefeitura e do Guarujá Golf Clube. O programa prevê a construção de um prédio de 150 m², em terreno de 1.600 m², cedido pelo Governo Municipal, já em fase de implantação.

Colunas

Contraponto