08h : 44min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Garrafas pet viram móveis em oficina de atores de Praia Grande

Escola de teatro, no Bairro Boqueirão, está aberta à visitação

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201315h14

Duas salas com móveis e peças de decoração feitas com mais de 1.600 garrafas pet e outros materiais reciclados. Este é o resultado de nove meses de um projeto voltado à sustentabilidade, feito pela Oficina de Atores Igor Bartchewsky, de Praia Grande. O local, que também serve de sede para a Associação de Artistas e Cultura de Praia Grande, é aberto à visitação de segunda a sexta-feira, das 11 às 18 horas, e está situada na Rua Jaú, 880, sala 24, Bairro Boqueirão.

Segundo o idealizador do projeto, o ator Igor Bartchewsky, a iniciativa surgiu em 1998 com a peça teatral Preto no Branco, apresentada pelo grupo, onde todo o cenário foi feito com objetos retirados das ruas. “A ideia deu tão certo que no ano passado resolvemos fazer algo semelhante na nossa sede”.

Além de móveis velhos, plásticos e garrafas pets, o projeto utilizou materiais descartados de uma empresa de comunicação visual, como lonas de banner inutilizadas, tubos de papelão e placas de sobras de impressão. “Com iniciativas assim, podemos contribuir para a melhoria do meio ambiente, minimizando os problemas na coleta de lixo e educando as novas gerações para a necessidade de transformação no planeta”, afirmou Bartchewsky.

Mais de 1600 garrafas foram utilizadas na confecção dos móveis (Foto: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Praia Grande)

Entre os principais itens produzidos a partir dos materiais recicláveis estão uma parede divisória de salas, feita com 1.650 garrafas pets de 600 ml; uma estante de porta de guarda roupa; bobinas de lonas de banner encapadas com retalhos; banco feito com porta de guarda-roupas e garrafas pets, além de um lustre que utilizou a parte protetora frontal de ventilador.

Associação de Artistas

A Associação de Artistas e Cultura de Praia Grande foi criada em dezembro de 2012 por profissionais de arte da Cidade, contando com mais de 60 pessoas associadas. O atual presidente do grupo agradeceu à Administração Municipal pelo apoio oferecido na criação da entidade e afirmou que tem muitos planos para 2013. “Pretendemos realizar um projeto de curtas metragens, além de criarmos uma escola de circo e um festival de Hip Hop”.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar