Diário do Litoral
Santos, 06 de fevereiro de 201604:55
Especiais

Notícias

27 de fevereiro de 2013 15:14h

Garrafas pet viram móveis em oficina de atores de Praia Grande

Escola de teatro, no Bairro Boqueirão, está aberta à visitação

Duas salas com móveis e peças de decoração feitas com mais de 1.600 garrafas pet e outros materiais reciclados. Este é o resultado de nove meses de um projeto voltado à sustentabilidade, feito pela Oficina de Atores Igor Bartchewsky, de Praia Grande. O local, que também serve de sede para a Associação de Artistas e Cultura de Praia Grande, é aberto à visitação de segunda a sexta-feira, das 11 às 18 horas, e está situada na Rua Jaú, 880, sala 24, Bairro Boqueirão.

Segundo o idealizador do projeto, o ator Igor Bartchewsky, a iniciativa surgiu em 1998 com a peça teatral Preto no Branco, apresentada pelo grupo, onde todo o cenário foi feito com objetos retirados das ruas. “A ideia deu tão certo que no ano passado resolvemos fazer algo semelhante na nossa sede”.

Além de móveis velhos, plásticos e garrafas pets, o projeto utilizou materiais descartados de uma empresa de comunicação visual, como lonas de banner inutilizadas, tubos de papelão e placas de sobras de impressão. “Com iniciativas assim, podemos contribuir para a melhoria do meio ambiente, minimizando os problemas na coleta de lixo e educando as novas gerações para a necessidade de transformação no planeta”, afirmou Bartchewsky.

Mais de 1600 garrafas foram utilizadas na confecção dos móveis (Foto: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Praia Grande)

Entre os principais itens produzidos a partir dos materiais recicláveis estão uma parede divisória de salas, feita com 1.650 garrafas pets de 600 ml; uma estante de porta de guarda roupa; bobinas de lonas de banner encapadas com retalhos; banco feito com porta de guarda-roupas e garrafas pets, além de um lustre que utilizou a parte protetora frontal de ventilador.

Associação de Artistas

A Associação de Artistas e Cultura de Praia Grande foi criada em dezembro de 2012 por profissionais de arte da Cidade, contando com mais de 60 pessoas associadas. O atual presidente do grupo agradeceu à Administração Municipal pelo apoio oferecido na criação da entidade e afirmou que tem muitos planos para 2013. “Pretendemos realizar um projeto de curtas metragens, além de criarmos uma escola de circo e um festival de Hip Hop”.

Para ler mais notícias, curta a página do Diário do Litoral no Facebook, siga nosso Twitter ou adicione ao Google+

imprimirenviar por e-mail

Enviar e-mail






Leia também:

Cerca de 20,7 milhões de imóveis foram vistoriados em ações de combate ao Aedes

4,7 milhões de imóveis visitados para combate ao Aedes estavam fechados

Carga de energia gerada no país cai 5,7% em janeiro

Comissão acompanhará processos de concessões de Itanhaém

Esquema do ‘chequinho’ da Prefeitura é alvo do Ministério Público

comentáriosComentários

Para poder comentar, você precisa estar logado.

Ou então, clique no botão abaixo para se cadastrar.

Cadastre-se

termos de uso