06h : 07min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Educação leva 'Copa do Mundo' para a sala de aula nas escolas da Baixada Santista

Tema faz parte da programação pedagógica e também será usado como estratégia para aproximar comunidades das escolas

Comentar
Compartilhar
28 JAN 201412h43

A Secretaria da Educação do Estado vai fazer da Copa do Mundo no Brasil uma oportunidade de aprendizado e já iniciou a orientação a todos os professores, coordenadores e gestores da rede estadual. A proposta é que o maior campeonato de futebol seja levado para sala de aula e esteja presente nas mais diferentes disciplinas, inclusive como estratégia em ações que visam aproximar ainda mais a comunidade da rotina escolar.

Um dos exemplos é o currículo do Estado de São Paulo, unificado em todas as mais de 5 mil escolas estaduais, sendo 160 na Baixada Santista. Nele está previsto que aulas de Educação Física trabalhem atividades sobre princípios táticos e técnicos do futebol, ‘papel do torcedor’, ‘fair play’, ‘transmissão pela tevê’, ‘a história da Copa’, ‘futebol de várzea’, para ampliar os conhecimentos dos alunos não só na prática e também na teoria sobre o esporte. Todos os tópicos são trabalhados em sala de aula.

A Coordenadoria Geral da Educação Básica (CGEB), órgão da Secretaria, foi a responsável por definir o currículo e as orientações também já começaram a ser feitas aos professores de História, Geografia, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Matemática e Ciências. No final de 2013, a Secretaria misturou futebol e matemática e a Copa foi o mote da etapa que definiu o vencedor da Jornada de Matemática estadual, disputada em todo o Estado.

"Neste ano, elaboramos um calendário especial para a Copa do Mundo, antecipando o início das aulas para o dia 27 de janeiro e trazendo o recesso do meio do ano para os dias 12 de junho e 13 de julho, período dos jogos. A alteração mantém os 200 dias letivos e diminui as interferências na rotina escolar. Além disso, a Copa pode ser utilizada como tema das feiras culturais e eventos esportivos organizados pelas mais de 5 mil unidades escolares", afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

A proposta é que o maior campeonato de futebol seja levado para sala de aula e esteja presente nas mais diferentes disciplinas (Foto: Divulgação)

O tema Copa do Mundo também é uma das temáticas abordadas nos 224 Centros de Estudos de Línguas (CEL) que oferecem aulas de até sete idiomas diferentes para alunos do Ensino Fundamental e Médio da rede. As aulas também apresentam novas culturas e auxiliam aqueles que desejam entrar no mercado, principalmente nos setores de hotelaria e serviços e inclui lições de gramática e habilidades, tais como receber e dar informações, descrever pontos turísticos de sua cidade, entre outros.

Comunidade

Além dos alunos, a comunidade também será destaque neste ano. O programa Escola da Família – que semanalmente reúne mais de 200 mil pessoas em todo o Estado e oferece ações gratuitas – organizou um cronograma em parceria com o Comitê Paulista da Copa. O objetivo da Secretaria é estreitar ainda mais a participação da sociedade na educação. O ‘Família em Campo’ estará em 2,3 mil escolas participantes. Nessas unidades serão oferecidas durante os fins de semana atividades ligadas ao futebol. Uma delas é o Torneio da Família, campeonato de futsal masculino e feminino, que deve envolver todas as Diretorias de Ensino e inicia no mês de fevereiro.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar