Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Bloco Oswaldo Cruz é homenageado no ‘Carnabonde 2014’

Tradicional na Cidade, consiste em um grande baile a céu aberto, no qual o Bonde Turístico é transformado em trio elétrico

Comentar
Compartilhar
30 JAN 201416h29

A Praça Mauá, no Centro Histórico, revive os memoráveis desfiles do Bloco Oswaldo Cruz no ‘Carnabonde 2014’. O evento ocorre no dia 22 de fevereiro (sábado), a partir das 15 horas. Tradicional na Cidade, consiste em um grande baile a céu aberto, no qual o Bonde Turístico é transformado em trio elétrico, decorado de forma a representar o bloco homenageado. Reúne atores caracterizados de antigos foliões e leva muita música, sob o comando de grupos da Cidade, e alegria às ruas do Centro Histórico.

O objetivo do evento é resgatar a tradição dos blocos, das batalhas de confete e das fantasias, tudo isso em uma festa voltada às crianças e à família. A folia marca, ainda, a entrega oficial da chave do Município ao Rei Momo João Paulo Rivera, em cerimônia com a participação do prefeito Paulo Alexandre Barbosa, e homenageia os antigos foliões do Oswaldo Cruz.

O bloco Oswaldo Cruz será homenageado no ‘Carnabonde 2014’ (Foto: Divulgação/PMS)

Bloco Oswaldo Cruz

O Bloco Oswaldo Cruz nasceu de time de futebol de várzea fundado em 6 de maio de 1946. O objetivo era desenvolver atividades esportivas e sociais para os moradores da rua Campos Melo, no bairro Vila Nova. Tinha comando de Eládio, Bicalho, Milton Boca Mole, Waldir, Doca e Loirinho, que participaram dos tradicionais desfiles carnavalescos ‘Dona Doroteia Vamos Furar Aquela Onda’.

Nesta folia, conquistou o pentacampeonato na categoria não-patusco, nos anos 1980 a 1984, com os enredos ‘Cassino’, ‘No Reino de Netuno’, ‘Exaltando a Natureza’, ‘O Carnaval Carioca Através da Música’ e ‘Chineses do Mercado’.

Os componentes tiveram como interpretes nomes consagrados da MPB, como Elza Soares e Originais do Samba. Com as cores azul, vermelho e branco, sob a coordenação do carnavalesco Demóstenes Peixoto, o bloco também levou diversos enredos para a avenida, com destaque para ‘Homenagem ao Palhaço Arrelia’, em 1986, e ‘Na Rússia Tem e Aqui Também’, em 1987. O último desfile ocorreu em 1988.

Colunas

Contraponto

Novos Banners