Temer cobra de prefeitos atuação mais efetiva de guardas municipais

O presidente pediu aos gestores municipais que se reúnam com os comandos das guardas municipais para orientar uma maior mobilização em atividades de segurança

7 MAR 2018 • 13h31
Na semana passada, Temer anunciou a criação de uma linha de crédito para financiar as polícias estaduais - Rodrigo Montaldi/DL

O presidente Michel Temer (MDB) cobrou nesta quarta-feira (7) dos prefeitos das principais capitais do país uma maior atuação das guardas municipais em atividades de combate à violência.

Em reunião promovida no Palácio do Planalto, ele defendeu que o efetivo policial tenha uma presença maior e uma função mais "efetiva" e "participativa" na segurança de praças e escolas públicas.

"Na medida em que elas estejam nas ruas, nas praças e diante dos colégios, elas estarão exercendo uma prevenção significativa", disse.

O presidente pediu aos gestores municipais que se reúnam com os comandos das guardas municipais para orientar uma maior mobilização em atividades de segurança.

Ele também solicitou a eles que promovam encontros com comandos policiais e com entidades civis para pedir apoio em atividades para reduzir a insegurança.

"O objetivo é pautar a segurança pública como um dos temas fundamentais para o país", disse.

A reunião desta quarta faz parte de esforço do presidente em tornar o tema da segurança pública uma das vitrines eleitorais de seu mandato.

Apesar de negar publicamente, o presidente tenta viabilizar uma candidatura à reeleição caso seus índices de rejeição caiam até maio.

Na semana passada, Temer anunciou a criação de uma linha de crédito para financiar as polícias estaduais.

Do total de R$ 42 bilhões, R$ 10 bilhões serão destinados aos municípios.