Facebook deixará de sinalizar com bandeira vermelha notícias falsas

Segundo a executiva, notícias falsas veiculadas junto a artigos relacionados têm menos compartilhamentos do que as 'fake news' com bandeiras de alerta

22 DEZ 2017 • 21h01
O Facebook deixará de usar bandeiras vermelhas para apontar notícias falsas - Divulgação

O Facebook anunciou que deixará de usar bandeiras vermelhas para apontar notícias falsas circulando na rede social. Em vez disso, a rede priorizará a exposição de notícias relacionadas junto às "fake news", na expectativa de que fontes confiáveis ajudem o usuário a chegar à informação correta.

Em texto no site oficial da empresa, Tessa Lyons, gerente de produtos do Facebook, diz que pesquisas indicaram que o uso de imagens fortes junto a artigos suspeitos pode ter o efeito contrário ao desejado, aumentando o engajamento de usuários com a publicação.

Segundo a executiva, notícias falsas veiculadas junto a artigos relacionados têm menos compartilhamentos do que as "fake news" com bandeiras de alerta.

Lyons afirmou ainda que oferecer mais informações e contexto pode ajudar os usuários da rede a avaliar se a notícia está correta.

A empresa também diz estar estudando como o veículo de informação responsável pela notícia compartilhada na rede impacta na percepção dos usuários sobre a veracidade dos fatos.

Lyons diz que a análise não terá impacto na linha do tempo dos usuários de imediato, mas poderá ajudar o Facebook a medir o sucesso de suas iniciativas que visam melhorar a qualidade da informação na rede.

A discussão sobre a difusão de notícias falsas pelas redes sociais ganhou relevância após "fake news" terem se espalhado na internet durante a eleição americana de 2016, que foi vencida pelo republicano Donald Trump.

Desde então, o Facebook vem lançando iniciativas para identificar fontes de informação duvidosa, realizar checagem de fatos e alertar usuários que tentam compartilhar notícias já identificadas como falsas.