Operação Verão traz novidades e mais policiais para a região

Os números oficiais e as mudanças desta edição foram divulgados ontem na cerimônia de lançamento da operação

21 DEZ 2017 • 10h00
O lançamento da Operação Verão foi realizado ontem e marcou o primeiro dia do reforço no policiamento da Baixada Santista - Rodrigo Montaldi/DL

A Operação Verão 2017/2018 traz novidades para a Baixada Santista. Além dos 1.594 policiais militares, que reforçarão a segurança das cidades da região, foram abertas diversas vagas de Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho da Polícia Militar (Dejem). Outra novidade é o retorno do helicóptero da Polícia Civil para o ­policiamento da orla.

Os números oficiais e as mudanças desta edição foram divulgados ontem na cerimônia de lançamento da operação.

Nas versões anteriores, boa parte do efetivo era formado por policiais que estavam iniciando na Polícia Militar. Este ano, alunos-sargentos serão a maior parte.

“São policiais com mais de dez anos de experiência. Os alunos-sargentos já estão se aproximando de assumir um posto de liderança na tropa e estão bem preparados”, explica o secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho

Além disso, foram abertas 400 vagas de Dejem. De acordo com o secretário, poucos alunos-soldados se formaram este ano e, para suprir a necessidade, abriram-se essas vagas. Por conta de jornadas de trabalho diferenciadas, cada Dejem pode ter, no mínimo, dois policiais por dia.

“Ano passado nós formamos 2.200 policiais, que assumiram na Operação Verão. Este ano a formatura ainda não ocorreu, por isso compensamos com a Dejem e com os alunos-sargentos. Quando colocamos 400 vagas de diária, podemos ter mais de 800 policiais por dia, porque a escala de trabalho é diferente”, comenta o titular da ­pasta.

Levando em conta 16 cidades (Baixada Santista, Vale do Ribeira e Litoral Norte), o reforço será de 2.954 policiais militares, o que representa um aumento de 250 PMs na Operação Verão deste ano.

“É um prazer estar aqui e quero reforçar a necessidade da Operação Verão, uma operação de sucesso há muitos anos. A polícia precisa estar onde está a maior população. Por isso, teremos 250 policiais a mais do que no ano anterior. Tudo para garantir o sossego e segurança de quem visita o litoral paulista nessa época”, destacou o vicegovernador de São Paulo, Márcio França.

O coronel Rogério Silva Pedro, comandante da Polícia Militar na Baixada Santista e Vale do Ribeira, participa da Operação Verão pela 12ª vez, a primeira como comandante, e prevê ótimos resultados.

“Estudamos muito os dados de outras operações para que a gente sempre tenha resultados ­melhores”, afirmou.

Ainda de acordo com o coronel, quando há um policiamento extra na orla da praia, o policiamento local se preocupa só com as áreas internas da cidade, aumentando a segurança de todos os ­lugares.

O policiamento será feito a pé, de bicicleta, nas viaturas e em bases comunitárias. A Operação Verão conta ainda com reforço da Polícia Civil, Rodoviária e Ambiental, e de Guarda-Vidas.

A Polícia Rodoviária contará com reforço de 339 profissionais e 60 vagas adicionais de Dejem. Do total de 339 PMs rodoviários, 177 serão direcionados ao efetivo regular do Sistema Anchieta-Imigrantes, que também vai contar com 42 vagas da Dejem.

Além do reforço no efetivo, a PM terá o apoio de mais 200 viaturas nos municípios do litoral norte e sul. As viaturas que serão utilizadas na operação são equipadas com tablets para agilizar o envio de ocorrências.

“Nós temos certeza que teremos um verão extraordinário. O povo da Baixada pode ficar tranquilo porque as nossas polícias estão atentas e prontas para trabalhar”, finalizou o secretário.

Polícia Civil

Policiais civis, contratados por meio da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Polícia Civil (Dejec) também farão parte da Operação. Serão disponibilizadas 2.726 vagas para o período, possibilitando que as ocorrências encaminhadas sejam atendidas com maior rapidez.

O vice-prefeito da cidade de Santos, Sandoval Soares, agradeceu os esforços do Governo do Estado, da Secretaria da Segurança Pública e das polícias Civil e Militar. “Eu tenho certeza que a Polícia Militar e a Polícia ­Judiciária vão se desdobrar para atender a todas as famílias que vão ­procurar aqui, em nossa região, lazer nesse ­período”, diz.

As delegacias contam ainda com o efetivo total, já que foram suspensas férias e licenças dos policiais durante a Operação Verão.

Operação Praia Segura

No mesmo período da Operação Verão, o Corpo de Bombeiros realiza a Operação Praia Segura, que visa intensificar a prevenção de afogamentos a partir de atividades de busca e salvamento, resgate de embarcações em situações de risco, ­entre outras.

Na Baixada Santista, são 388 guarda-vidas temporários, distribuídos da seguinte forma: Santos (10), Guarujá (50), Bertioga (58), São Vicente (20), Praia Grande (100), Mongaguá (60), Itanhaém (50) e Peruíbe (40).

Orientações para a população

O coronel Silva Pedro aproveitou a ocasião para dar algumas orientações à população neste final de ano.

“Posso orientar que as pessoas não fiquem aglomeradas onde tem baixa luminosidade. Caso esteja na rua de madrugada, fique perto de uma viatura e, caso veja alguma conduta estranha, ligue para a polícia de ­imediato”.

A Operação Verão segue até o dia 18 de ­fevereiro.