Márcio França quer se tornar governador desde os 25 anos

Natural de Santos, Márcio França começou sua carreira no movimento estudantil durante o curso de Direito

26 NOV 2017 • 16h31
Márcio França quer se tornar governador desde os 25 anos - Arquivo DL

Em 1988, Márcio França tinha acabado de se filiar ao PSB quando foi passear em Campos do Jordão com a mulher e seu filho Caio, que acabara de nascer. Ao visitar o Palácio de Governo, residência de férias dos governadores de São Paulo, local que virou ponto turístico, deixou anotado no caderno de visitas: "Só volto aqui quando for governador". Na ocasião, ele tinha 25 anos.

No ano seguinte, quando o Brasil viveu a primeira eleição presidencial após a redemocratização, ele foi eleito vereador em São Vicente, aos 26 anos.

Natural de Santos, Márcio França começou sua carreira no movimento estudantil durante o curso de Direito, quando foi presidente do Diretório Acadêmico e da Junta Governativa do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Católica de Santos.

Apesar da origem de esquerda, França se aproximou do então governador Mário Covas, que também é da região, e, em 1997, com apoio dele, tornou-se prefeito de São Vicente.

Em 2006, foi eleito pela primeira vez deputado federal e, logo em seguida, assumiu a liderança do PSB na Câmara dos Deputados. Esteve ao lado de Lula e Dilma Rousseff nas gestões petistas, mas sem deixar de apoiar os tucanos em São Paulo. "Os petistas acham que sou tucano, os tucanos, petista. Não sou nenhum nem outro", diz.