08h : 51min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Homem ataca policial e é baleado perto da catedral de Notre Dame

Os motivos do ataque ainda estão sendo investigados. A área do incidente foi interditada pelas autoridades

Comentar
Compartilhar
06 JUN 2017Por Folhapress19h30

Um policial de Paris atirou em um homem que tentou atacá-lo com um martelo próximo à catedral de Notre Dame, ponto turístico da capital francesa.

Segundo a agência de notícias "Associated Press", o agressor, ferido, foi hospitalizado. Os motivos do ataque ainda estão sendo investigados. A área do incidente foi interditada pelas autoridades.

Um funcionário da polícia, Cedric Michel, disse que o homem armado com um martelo perseguiu o policial que estava fazendo a segurança da área em frente à catedral. Michel afirmou que ainda não está claro se o invasor estava agindo sozinho.

A polícia de Paris escreveu no Twitter que a situação estava controlada: "Um policial foi ferido. O atacante foi neutralizado e encaminhado ao hospital". A polícia orienta o público a ficar longe da região.

Fotos divulgadas nas redes sociais mostram pessoas com as mãos para cima dentro da catedral, um dos monumentos mais visitados de toda a Europa.

Um turista escreveu no microblog: "Não é o programa de férias que desejávamos. Presos na Notre-Dame depois que a polícia atirou em um homem. Estamos com nossos dois filhos, aterrorizados".

Em entrevista após o incidente, o ministro do Interior da França, Gérard Collomb, disse que o agressor gritou "isto é pela Síria!" antes de atacar os policiais.

A Síria vive uma guerra civil que já dura mais de seis anos e matou, estima-se, mais de 400 mil pessoas.
Collomb declarou ainda que o homem preso trazia consigo um martelo e facas de cozinha e portava a identidade de um estudante argelino. Segundo o ministro, as autoridades acreditam que ele tenha agido sozinho.

Desde o final de 2015, a França está sob estado de emergência, decretado após os ataques que mataram 130 pessoas na capital francesa em novembro.

Neste fim de semana, sete pessoas foram mortas em Londres, em ataques a pontos turísticos como a ponte de Londres e o mercado de Borough.

A Procuradoria de Paris já investiga o incidente na catedral.

Colunas

Contraponto