02h : 02min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Filho de Trump marcou reunião com russa durante campanha, diz jornal

O encontro é o primeiro que se tem notícia de membros do alto escalão da campanha do presidente americano

Comentar
Compartilhar
09 JUL 2017Por Folhapress13h30
Donald Trump Jr. marcou um encontro com uma advogada russaFoto: Reprdução

Donald Trump Jr., o filho mais velho do presidente Donald Trump, marcou um encontro com uma advogada russa com conexões com o Kremlin em meio à disputa eleitoral, no qual participaram também Jared Kushner, genro e assessor de Trump, e Paul J. Manafort, o homem então à frente da campanha. A informação foi divulgada pelo "New York Times" neste sábado (8).

A reunião, realizada em 9 de junho de 2016, duas semanas após a confirmação de Trump como candidato republicano, ocorreu na Trump Tower, em Nova York, segundo o jornal, que cita "registros confidenciais do governo" descritos aos repórteres.

O encontro é o primeiro que se tem notícia de membros do alto escalão da campanha de Trump com russos -e o primeiro envolvendo também o filho mais velho do presidente.

Representantes de Donald Trump Jr. e de Kushner confirmaram ao jornal que houve a reunião, mas a equipe do primeiro disse que o tema da conversa foi um programa de adoção. A nota enviada ao jornal não fala se a campanha eleitoral foi discutida no encontro.

"Foi uma breve reunião introdutória. Pedi a Jared e Paul que participassem. Nós discutimos principalmente um programa sobre a adoção de crianças russas, que era bastante ativo e popular entre as famílias americanas há anos e que o governo russo havia encerrado, mas não era uma questão de campanha e não houve reuniões seguintes", disse Donald Trump Jr., na nota. Ele disse ainda que não sabia quem era a pessoa que ele iria encontrar.

A advogada Natalia Veselnitskaya é mais conhecida por sua oposição à lei americana que coloca em uma lista negra russos suspeitos de abusos de direitos humanos. Em retaliação à essa lei foi que Putin suspendeu as adoções americanas de crianças russas.

Veselnitskaya é casada com um ex-vice-ministro de transportes da região de Moscou, e tem como clientes empresas estatais e o filho de um alto funcionário do governo, cuja empresa estava sob investigação nos EUA na época do encontro, segundo o jornal.

O FBI (polícia federal americana) e o Congresso estão investigando a possível interferência russa nas eleições de 2016 -e a relação de membros da equipe de campanha de Donald Trump com Moscou.

A questão foi assunto prioritário no primeiro encontro de Trump com o presidente russo, Vladimir Putin, na última sexta (7), na Alemanha. Após a reunião, os dois governos deram versões diferentes para a conversa. Enquanto Putin disse ter sentido que Trump aceitou sua explicação de que seu governo não se envolveu no pleito, assessores do presidente americano afirmaram à CNN que ele não comprou a versão do líder russo de que não houve interferência.

Colunas

Contraponto